20°
Máx
14°
Min

A quebra da safra 2015/16 e o impacto sobre os preços recebidos pelos produtores do paraná

(Fotos: Camila Domingues - Palácio Piratini/ Agência Paraná / Eduardo Mota Silva - Free Images) - A quebra da safra 2015/16 e o impacto sobre os preços recebidos pelos produtores do paraná
(Fotos: Camila Domingues - Palácio Piratini/ Agência Paraná / Eduardo Mota Silva - Free Images)

A seca em abril e o excesso de chuvas em maio reduziram a safra brasileira de grãos 2015/16 em 11,2 milhões de toneladas em relação a safra 2014/15 e em 14,3 milhões de toneladas em relação ao primeiro levantamento da atual safra divulgado pela CONAB.

O impacto do clima adverso reduziu mais intensamente as produções do arroz, feijão, milho e soja e também o total da produção de grãos, que engloba o desempenho somado das lavouras cultivadas no verão e no inverno. Nestes dados não estão computados os efeitos do frio sobre a produção de milho da segunda safra.

Quando ocorre redução da oferta dos produtos agropecuários as variações dos preços são significativas, tanto os recebidos pelos produtores quanto, e principalmente, os pagos pelos consumidores.

Os preços dos dois primeiros produtos afetam diretamente o bolso dos consumidores. Os preços dos dois últimos impactam o custo de vida de forma mais indireta, porque são as matérias primas com maior peso no custo de produção das carnes, leite e ovos. E de forma direta através do preço do óleo de soja.

Os preços do milho e da soja também foram influenciados pelas exportações recordes e pela taxa de câmbio.

O quadro abaixo resume, por produto, os efeitos do clima sobre a produção brasileira e os preços recebidos pelos produtores do Paraná. O quadro mostra o porquê do divórcio do prato de feijão com arroz na mesa dos consumidores. 

Os altos preços do primeiro deixaram o baião de dois como baião de hum. Evidencia também a veracidade do significativo aumento dos custos de produção do suíno, do frango e do leite.

Em 10 de junho de 2016.

Produto
Safra 14/15 em milhões de tonedas
1º levantamento 2015/16 em milhões de toneladas
Ultimo levantamento 2015/16 em milhões de toneladas
Preço médio ao produtor do PR em 2015, em R$ /saca
Preço médio ao produtor do PR em maio/16, em R$/saca
Variação % do preço médio ao produtor do PR
Arroz
12,44
11,73
10,66
49,55
59,64
20,4
Feijão
3,12
3,27
2,93
Cor: 126,56
Preto: 103,25
Cor: 344,99
Preto: 177,07
Cor: 172,6
Preto: 71,5
Milho
84,67
81,91
76,22
21,68
42,27
95,0
Soja
96,23
102,0
95,63
61,50
82,80
34,6
Total
207,67
210,76
196,49