28°
Máx
17°
Min

Paraná mantém a liderança na produção de carnes apesar dos prejuízos

- Paraná mantém a liderança na produção de carnes apesar dos prejuízos

O Paraná mantém a liderança na produção brasileira de carnes. Segundo o IBGE, no primeiro semestre deste ano o Paraná produziu 2,58 milhões de toneladas, ou 21,1% do total nacional de 12,2 milhões de toneladas. Mas os altos custos da alimentação animal e a queda da renda da população estão provocando prejuízos de R$ 0,40/kg de frango e de R$ 0,50/kg de suíno abatidos.

O Estado é o primeiro produtor de carne de frango com 2,08 milhões de toneladas, crescimento de 6,6% em relação ao mesmo período de 2015 e 31,1% da produção nacional de 6,7 milhões de toneladas, cujo crescimento foi de 4,3%. Também é o primeiro exportador. A produção de milho e farelo de soja, os principais componentes do custo da alimentação, a organização das cadeias de produção, a alta tecnologia de processo em todos os elos das cadeias, a forte presença das cooperativas no setor, a proximidade dos centros consumidores internos e a facilidade do escoamento pelo porto de Paranaguá explicam este desempenho, apesar do momento econômico desfavorável que o setor atravessa.

É o terceiro produtor de carne suína com 352,9 mil toneladas, aumento de 6,4% em relação a igual período de 2015 e 19,6% da produção nacional de 1,8 milhão de toneladas. Também é o terceiro exportador. Os novos projetos em implantação pelas cooperativas ampliarão significativamente o desempenho do estadual do setor, independente da conjuntura desfavorável em curto prazo.

É menor a participação do Estado na produção de 141,2 mil toneladas de carne bovina, aumento de 0,4% em relação ao primeiro semestre de 2015 e 3,8% do total da produção nacional de 3,67 milhões de toneladas.