27°
Máx
13°
Min

Beira Foz é projeto estratégico na Área Especial de Interesse Turístico

Masterplan - O Plano Estratégico Urbanístico de Foz do Iguaçu, que embasará a revisão do Plano Diretor e da Lei de Zoneamento e Uso do Solo, estará concluído no final de julho. A informação foi dada pelo diretor da Arup, Pablo Lazo, durante audiência pública com lideranças e representantes da comunidade. O planejamento foi projetado para um horizonte de 20 anos.

Ação ampliada - Uma das maiores consultorias do mundo em projetos urbanísticos, com projetos nas principais cidades de 35 países, a Arup foi contratada, inicialmente, para desenvolver o projeto Beira Foz, que prevê o desenvolvimento urbano e a ocupação pública e privada das margens dos rios Paraná e Rio Iguaçu.

Projetos estratégicos - Contudo, em razão da legislação municipal defasada, a consultoria precisou atuar em diversas áreas para garantir a execução dos projetos. Os estudos feitos pela Arup detalham prioridades e incluem projetos estratégicos, como o Beira Foz, o aeroporto, o Mercado Municipal e outros de infraestrutura viária.

Beira Foz - Dentre os projetos estratégicos previstos, o Beira Foz é o mais importante. A área-piloto do projeto abrange 600 hectares, com modelagem de sete operações urbanas consorciadas, priorizando a Beira Rio existente, no trecho de seis quilômetros já pavimentados, e a região do entorno da Ponte Internacional da Amizade, Jardim Jupira e Marco das Três Fronteiras.

Prospecção - A versão final inclui a definição do Beira Foz como uma Área Especial de Interesse Turístico. O objetivo é abrir caminho para conquistar regime fiscal e tributário diferenciado; licenciamento ambiental simplificado; financiamento do BNDES; e cota de compras de US$ 500, entre outros benefícios.

Cadeira no Mercosul - Representantes do Codefoz estiveram em Montevidéu no Uruguai, reivindicando participação do Conselho no Mercosul. A proposta é formar uma comissão trinacional para iniciar discussões em diferentes setores, inclusive no turismo.

Cidades irmãs - Foz do Iguaçu e Hernandárias, no Paraguai, são cidades irmãs. O projeto de lei que versa sobre a cooperação entre os municípios foi sancionado e publicado. O autor do projeto, Vereador Luiz Queiroga, destaca que a irmandade entre as cidades diminui a burocracia, principalmente no turismo.

Habeas Corpus - O advogado do ex-secretário municipal de Planejamento Rodrigo Becker e do empresário Euclides Junior, presos na primeira fase da operação Pecúlio, entrou com pedido de Habeas Corpus ao Tribunal Regional Federal (TRF) em Porto Alegre. Caso o pedido seja acatado, a expectativa que os dois sejam soltos na próxima terça-feira (31). Eles estão presos preventivamente desde o dia 19 de abril.

Pedidos negados - Pedidos anteriores, formulados pelos defensores de outros acusados, foram negados pela Justiça em Foz do Iguaçu. Alegando não querer colecionar derrotas para o seu cliente, o advogado de Carlos Juliano Budel, por exemplo, decidiu não recorrer ao TRF.

Delação premiada - O representante de Rodrigo Becker e Euclides Junior nega qualquer possibilidade de delação premiada. Segundo o advogado Maurício Defassi, o acordo exigiria assumir a prática ou participação em atos ilícitos. O advogado defende a inocência dos seus clientes. Portanto, falar em delação seria uma contradição.

Fase de inquérito - A prorrogação do prazo para a conclusão do inquérito vence na sexta-feira (3). Pessoas citadas nos interrogatórios estão sendo ouvidas pela Polícia Federal.

Apresentar provas - Após se ouvido no Ministério Público Estadual sobre o suposto esquema “fura fila” na saúde, o presidente do Conselho Municipal de Saúde, Sadi Buzanello se prepara para entregar a documentação requisitada pela Promotoria.  O presidente afirma que o fura fila é complexo e que acontece de longa data. O debate será ampliado.