28°
Máx
17°
Min

Fogo Olímpico será revezado em 10 cidades paranaenses

Tocha no Paraná – O revezamento da Tocha Olímpica no Paraná começa nesta terça-feira (28) em Londrina. Na quarta-feira (29) segue para Arapongas, Maringá, Campo Mourão e Cascavel. Na quinta-feira (30), o fogo olímpico desfila por Matelândia, Medianeira, São Miguel do Iguaçu, Santa Terezinha de Itaipu até Foz do Iguaçu.

Pernoite em Foz - A tocha Olímpica permanecerá na fronteira  até o dia primeiro de julho. O trajeto especial do revezamento oficial, que será feito por 120 pessoas, inclui os principais pontos turísticos da fronteira.

Cirurgias suspensas - A passagem do fogo olímpico, entretanto, acendeu a polêmica da suspensão das cirurgias eletivas entre os dias 25 de junho e 1º de julho. Segundo a direção do hospital, apenas as cirurgias possíveis de remarcação serão afetadas. A suspensão faz parte do plano de contingência e de retaguarda do evento. 

Exigências da organização - As críticas, quanto à decisão de suspender as cirurgias, foram vitimadas pelos comentários nas redes sociais. Porém, as exigências integram a proposta de intenção para recepcionar o evento. Era aceitar ou recusar.      

Bloqueio de ruas - O gabinete do Prefeito Municipal foi o local escolhido para a recepção aos jornalistas que ouvirão da diretoria do Foztrans e da Guarda Municipal informações sobre os procedimentos de bloqueios de ruas, no dia da passagem da Tocha Olímpica por Foz do Iguaçu.

Eleição transferida - A passagem da tocha também provocou a transferência da reunião ordinária do Conselho Municipal de Turismo (Comtur) para segunda-feira (4). Durante a reunião serão apresentadas as chapas candidatas e realizada à eleição da nova diretoria para o mandato 2016/2017.

Manifesto - A Mesa Diretora do Conselho Municipal da Saúde de Foz do Iguaçu manifestou-se sobre alguns fatos considerados pelos conselheiros como de “suma gravidade” na gestão da Saúde em Foz do Iguaçu.

Operação Pecúlio – Os conselheiros são favoráveis, sem fazer nenhum juízo de valor, as medidas tomadas pelas autoridades responsáveis pela ‘operação Pecúlio’. Destacam que o conselho vem apontando erros e promovendo denuncias na área da gestão da saúde. Apontam, entre as denúncias feitas, que os conselheiros foram contrários a proposta de efetivação de uma Parceria Público Privada na saúde e os questionamentos relacionados à gestão do Hospital Municipal.

Assédio moral – O documento reforça o movimento do SISMUFI, sindicato dos servidores, contra o suposto ‘assédio moral’ aos trabalhadores da Prefeitura, especialmente os da área da saúde.

Atendimento comprometido - A manhã de segunda-feira (27) começa com paralisação do pessoal de atendimento nas unidades de saúde. Os terceirizados cobram salários atrasados.  A Prefeitura alega desconhecer os motivos para o atraso. A secretaria de Saúde está com os pagamentos da empresa em dia. 

Sem transporte - A terça-feira (28) está reservada para o protesto dos trabalhadores no transporte coletivo. A greve deve paralisar, além das linhas do transporte coletivo urbano, a intermunicipais e internacionais.

Coletes emprestados - A Polícia Rodoviária Federal (PRF) emprestou 50 coletes balísticos para a Guarda Municipal de Foz do Iguaçu. Na semana passada as rondas eram feitas por equipes formadas apenas por mulheres. Sem o equipamento de segurança os servidores se recusaram ao trabalho de policiamento ostensivo.

Coletes compartilhados - O empréstimo é por 60 dias e a quantidade cedida pela PRF exige que os coletes sejam compartilhados pelos guardas municipais.

Itaipu e UNESCO - O Centro Internacional de Hidroinformática (CIH) da Itaipu Binacional foi elevado à categoria 2 entre as instituições reconhecidas pelo Programa Hidrológico Internacional da UNESCO. Com isso, o CIH se torna referência mundial no segmento.

Segundo no Brasil - Atualmente, apenas um centro no Brasil, localizado em Minas Gerias, tem status de categoria 2 no programa hidrológico da UNESCO. O outro está em fase de criação, em Brasília (DF). Em todo mundo, são 32 centros reconhecidos, seis deles na América Latina.

Itaipu e ONU - A Itaipu Binacional passa, agora, a ter cooperação em projetos com as três agências da Organização das Nações Unidas (ONU) – a UNESCO, a Organização das Nações Unidas para o Desenvolvimento Industrial (UNIDO) e a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO).

Jogo legal - Uma comissão especial da Câmara vai decidir sobre o projeto que legaliza cassinos, jogo do bicho e bingos no país. Se aprovado na comissão, o projeto, que cria o Marco Regulatório dos Jogos, vai direto para o Plenário.

Casas de bingo - O projeto autoriza o funcionamento de casas de bingo em jóqueis clubes e em estádios de futebol com capacidade de 15 mil lugares. Permite máquinas de vídeo-bingo e caça níqueis nos bingos e cassinos.

Cassinos - O Paraná, pelo número máximo de estabelecimentos por estado, poderia ter um cassino. Os cassinos estão proibidos no país desde 1946. O projeto autoriza, ainda, os estados a criarem suas próprias loterias, o que é proibido desde 1967.

Anistia – Vai dar o que falar a proposta de anistia para os acusados da prática de exploração ilegal de jogos de azar e a de extinção dos processos judiciais em tramitação.

Ludopatia - A proposta de legalização dos jogos prevê a criação de um cadastro nacional de viciados em jogos. Os ludopatas ficariam proibidos de entrar nos cassinos e bingos.