26°
Máx
19°
Min

Ivone cuida da prefeitura enquanto Reni cuida do coração

Prefeita em exercício - A Vice-prefeita Ivone Barofaldi assume nesta segunda-feira (6). As informações são de que o prefeito Reni Pereira (PSB), por recomendação médica, se afasta do cargo por problemas de saúde. Preocupações com o coração.

Pensamentos diferentes - Uma das prioridades da vice-prefeita será a área da saúde. Já sinalizou que vai ouvir a comissão que está à frente do hospital municipal. Não esconde as divergências na forma de pensar entre ela e o prefeito Reni Pereira. Segundo Ivone cada um tem um jeito de administrar. Na base do “que seja eterno enquanto dure” disse que “será uma nova administração”.  

Documentos apreendidos - Sobre as obras em andamento, a vice-prefeita destacou que a sequencia de alguns serviços está complicada em razão da apreensão de documentos que estão em poder da Polícia Federal.

Caneta cheia – Há poucos dias, na carta em que anunciou a pré-candidatura à prefeitura, no trecho mais enigmático, Ivone escreveu: “Não compactuo e nunca tive conhecimento dos fatos prejudiciais a esta cidade, que vieram acontecendo, tentei por inúmeras vezes trabalhar de forma digna pelos iguaçuenses, mas sempre fui esmagada pelos interesses maiores de terceiros”. Agora a vice tem a caneta na mão.

Palanque oficial - Com o afastamento das funções, o prefeito Reni Pereira (PSB) estará dispensado de apresentar-se no palanque oficial para acompanhar o desfile de aniversário da cidade. O afastamento, inicialmente, será de 20 dias.

Retomada da obra - A Secretaria de Obras anuncia para esta segunda-feira (6) a retomada das obras de duplicação da Avenida Felipe Wandscheer. Desde a deflagração da operação Pecúlio o cronograma se arrasta. A duplicação que deveria ser entregue em abril não tem novo prazo para conclusão.

Transtorno temporário – Nas placas instaladas nas obras a promessa é de que o transtorno é passageiro e o benefício permanente. Não tem sido assim. O atraso na conclusão das obras tem feito parte da rotina de transtornos para moradores e comerciantes.

Falta projeto - Em Brasília o vereador Gessani da Silva (PP) verificou que, exceto algumas emendas parlamentares, não existem projetos tramitando no Ministério da Saúde que sejam de iniciativa do Município ou da Fundação Municipal de Saúde.

Xepa orçamentária - Para aproveitar a xepa do final de ano nos orçamentos ministeriais é preciso oferecer projetos. Deixá-los à disposição das equipes técnicas. Sem projetos, sem verbas.

Apoio cultural - O deputado federal Diego Garcia (PHS) esteve na Fundação Cultural. O parlamentar se colocou a disposição para apoiar os projetos dos pontos de cultura.

Substituição rotineira - O reduzido número de servidores na secretaria da Fazenda de Foz do Iguaçu poderia ter sido sanado se apenas fossem promovidas as substituições dos servidores que pediram aposentadoria e dos que faleceram.  

Outros gargalos - A prefeitura de Foz do Iguaçu tem um terço dos engenheiros e arquitetos que a prefeitura de Cascavel oferece para as atividades rotineiras da administração.   

Concidade em Foz - A próxima Reunião Estadual dos Conselhos das Cidades será em Foz do Iguaçu, de 29 a 31 de março de 2017. A decisão foi tomada, por votação durante Reunião Ordinária do Conselho Estadual das Cidades.

Abril verde - A Comissão de Finanças da Assembleia Legislativa do Paraná aprovou o parecer favorável ao projeto de lei do deputado Chico Brasileiro (PSD), que institui o Abril Verde. Um mês dedicado à promoção da saúde humana.

Dois dígitos - O PROCON do Paraná, colocou no ar, na internet, uma nova ferramenta onde os consumidores podem registrar irregularidades na venda de combustíveis. Uma lei estadual determina que os postos informem nas placas e bombas o valor dos produtos com apenas dois dígitos de centavos após a vírgula.

Denúncia virtual - O link “descumprimento da lei dos dois dígitos nos preços dos combustíveis” já está disponível na www.justica.pr.gov.br. Ao acessar o consumidor deve informar os dados solicitados e relatar a irregularidade.

Movido a diesel - Uma Comissão Especial da Câmara Federal  pode votar, nos próximos dias, parecer favorável ao Projeto de Lei que autoriza fabricação e comercialização de veículos leves movidos a óleo diesel. O projeto é relatado pelo deputado Evandro Roman (PSD). Caso aprovado pela comissão especial, o projeto será encaminhado para análise do Senado.

Medida desnecessária - Para o deputado paulista Bruno Covas (PSDB) a medida além de não resolver, complica. Covas aponta que a proposta é desnecessária para um país com enorme potencial para a ampliação da produção de etanol, e do outras energias limpas e renováveis.

Cartão corporativo -  No Senado Federal a Comissão de Transparência e Governança Pública debate, nesta terça-feira (7), o projeto que determina que os gastos pessoais realizados pela Presidência da República sejam publicados na internet. A proposta coloca um ponto final nos chamados gastos sigilosos da presidência.