28°
Máx
17°
Min

PF investiga denúncia de cobrança de taxa indevida de turistas estrangeiros

Procedimentos migratórios - A travessia na fronteira Brasil/Argentina, além do controle tradicional em território argentino, pode ficar um pouco mais complicada também na aduana brasileira. A checagem por amostragem dos veículos de turismo está sendo substituída por procedimentos de migração mais completos.

Corredor turístico - Os procedimentos do chamado acordo do “Corredor Turístico”, que reduz o tempo de atendimento nos casos em que os turistas estrangeiros se deslocam para as visitas aos atrativos turísticos de um lado e de outro da fronteira, estão temporariamente suspensos.

Cobrança ilegal – O setor de migração da Polícia Federal recebeu a denúncia de que algumas pessoas estariam se aproveitando da proposta destinada a garantir celeridade no trânsito fronteiriço para cobrar taxa inexistentes dos turistas. Segundo a Polícia Federal, o caso está sendo investigado.   

Carta-compromisso - O Conselho Municipal de Turismo de Foz do Iguaçu (Comtur) apresentou o Termo de Compromisso Eleitoral aos candidatos à Prefeitura. O documento, elaborado pela entidade que congrega 32 instituições, tem como propósito implementar a Política Municipal de Turismo.

Royalties - O candidato Sérgio Barros afirmou que Foz do Iguaçu possui uma forte atração para o turismo e se eleito a proposta é destinar os royalties de Itaipu para alavancar o setor, exatamente porque gera emprego e renda.

Eventos - Paulo Mac Donald Ghisi falou sobre vários os tipos de turismo praticados em Foz do Iguaçu. Destacou os investimentos promovidos por resorts, segurança para os visitantes e a construção de uma área para abrigar shows região do CTG Charrua.

Reestruturação - O candidato Phelipe Mansur destacou a necessidade do afastamento das aduanas federais, a reestruturação da Secretaria de Turismo e a concessão do Centro de Convenções de Foz do Iguaçu.

Atrativos - Chico Brasileiro disse sobre a necessidade da Secretaria de Turismo de estar apta para captar eventos em todo o Brasil e aumentar o número de atrativos turísticos e a conclusão da obra da Perimetral Leste o viaduto da Costa e Silva.

Turismo reconhecido - O governador Beto Richa participou do lançamento do “Masterplan Paraná Turístico 2026 – Pacto para um destino inteligente”. O encontro  reuniu mais de 100 lideranças do setor. O plano representa os interesses de cerca de 23 mil estabelecimentos que integram a cadeia turística do Estado, gerando cerca de 150 mil empregos.

Contas eleitorais - Até a terça-feira (26), as coligações dos candidatos a prefeito prestaram informações ao Tribunal Superior Eleitoral relacionando doações que somam R$ 387.723,59 e o total de R$ 438.497,57 em despesas contratadas.  

Novo recurso - A assessoria de Paulo Mac Donald Ghisi prepara recurso que será apresentado na quinta-feira (29) ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Os advogados estão confiantes de que a tese de defesa será admitida pelo TSE.

Justiça provocada - A coligação do candidato Túlio Bandeira pediu a Justiça Eleitoral que explique a imprensa e aos eleitores, a real situação do candidato Paulo Mac Donald Ghisi. O pedido foi endereçado ao juiz Marcos Antônio Frasson, da 46ª Zona Eleitoral.

Policiamento preventivo - Enquanto os partidos disputam os votos na reta final, a Guarda Municipal prepara a equipe que vai atuar nas eleições. Nesta quinta-feira (27) tem início a distribuição das urnas. O município foi dividido em quatro setores. A GM vai atuar em dois setores da cidade. A Polícia Militar nos outros dois.

Reforço policial - O primeiro turno das eleições municipais contará com um esquema especial montado pelas forças de segurança do Paraná. Durante todo o dia das eleições, a Polícia Militar estará presente nos 5.044 locais de votação, nos 399 municípios paranaenses.

Casos específicos - Até o dia da eleição as forças policiais, além do cumprimento de mandados de prisão, somente farão prisões em casos de flagrante delito ou por crimes inafiançáveis. 

Cenário político - O PT, que em 2012 foi o segundo partido em número de candidatos a prefeito, caiu, nesta eleição, para o sexto lugar. O PSDB assumiu a segunda posição. Para este pleito, os tucanos têm 1.700 partidários disputando prefeituras. O PMDB manteve a primeira posição. São pouco mais de 2.000 candidatos este ano.

Fundo partidário - Em setembro, o Fundo Partidário pagou pouco aproximadamente R$ 71,4 milhões aos 35 partidos políticos com registro definitivo no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Maiores repasses - O PT foi a sigla que recebeu os maiores recursos em setembro. Poucos mais de R$ 9,4 milhões. O PSDB obteve R$ 7,96 milhões. O PMDB conseguiu o terceiro maior montante: R$ 7,73 milhões.

Recursos desconhecidos - Incluída na reforma eleitoral, a decisão do Supremo Tribunal Federal que declarou a inconstitucionalidade das doações de empresas a partidos e a candidatos, começa a ser questionada no Congresso. A explicação é o aparecimento de recursos de origem desconhecida. Principalmente os casos revelados pelo TSE após o cruzamento de informações sobre as doações de campanha