22°
Máx
14°
Min

Prestações de contas revelam campanhas eleitorais econômicas

Campanha Econômica - Até quarta-feira (21) os candidatos a prefeito de Foz do Iguaçu haviam arrecadado R$ 331.184,00 para as campanhas eleitorais. As despesas somaram R$ 343.217,08. Entre os principais doadores estão os próprios candidatos.

Econômica mesma - O limite de gasto determinado pelo Tribunal Superior Eleitoral é de R$ 1.603.191.69 para cada candidato a prefeito. Porém, em razão do ritmo de arrecadação, os cinco candidatos juntos não deverão atingir 30% do valor autorizado para apenas um. 

Batimentos contraditórios - Equipe de técnicos do Tribunal de Contas da União (TCU)  concluiu a terceira semana de análise das prestações de contas de campanhas eleitorais de todo o país. Dados consolidados, divulgados pelo TCU, apontam que dos 330.574 registros de doação analisados foram identificados indícios de irregularidades em 92.276, o que equivale a 27, 9% do total.

Reciclagem fajuta - A Operação Lixo Tóxico deflagrada pela Polícia Federal revelou, além dos crimes ambientais, contrabando e da corrupção ativa, a falsificação de baterias automotivas utilizando carcaças contrabandeadas do Paraguai. 

Aparelhos devolvidos – Dois dos aparelhos oftalmológicos, entre os oito que Secretaria Municipal da Saúde está buscando, foram entregues. Nenhuma informação adicional foi dada. Antes de qualquer pronunciamento, a secretária Patrícia Foster Ruiz vai conversar com o delegado Alexandre Macorin. O encontro acontece na tarde desta quinta-feira (22) na 6ª SP.

Corrupção ativa - A informação da direção da Guarda Municipal de que um grupo teria procurado agentes públicos para oferecer propina em troca da vista grossa na fiscalização, foi levada à Polícia Federal. Serviu para robustecer o inquérito.     

Professores protestam – A APP Sindicato, que representa os funcionários da Rede Estadual de Ensino, realiza mobilização em todo o Paraná nesta quinta-feira (22). Entre as ações, as aulas ministradas terão apenas 30 minutos de duração.

Estado premiado - A campanha de vacinação contra a dengue garantiu ao Paraná o “Prêmio de reconhecimento pelo pioneirismo em saúde publica”. A premiação ocorreu durante a abertura de um simpósio internacional de autoridades latino-americanas de saúde em Brasília.

Investimento preventivo - O Governo do Paraná investe mais de R$ 50 milhões para a compra de 500 mil doses da vacina. Segundo estudo publicado no Jornal Brasileiro de Economia da Saúde, a vacinação de indivíduos entre 10 e 40 anos seria capaz de diminuir em 81% os casos de doença na população.

Reta final - Nos trinta municípios considerados prioritários, a primeira fase da campanha será encerrada neste sábado (24). Em Foz do Iguaçu apenas 14.300 pessoas do publico alvo foram imunizadas. A meta era atingir 60 mil pessoas.

Gerações reunidas - A equipe pedagógica da Educação Infantil da secretaria municipal de Educação em Foz do Iguaçu vai acompanhar 60 crianças do Centro Municipal de Educação Infantil Carlos Galto em uma visita ao Lar dos Velhinhos. O encontro entre crianças e idosos acontece nesta quinta-feira (22), a partir das 14 horas. A atividade faz parte da programação da Semana Municipal de Atenção ao Idoso.

Pilar central - A comemoração da primeira década de criação do movimento “Todos pela Educação” foi pálida. Criado para aumentar a participação da sociedade e garantir o direito de crianças e jovens a uma educação básica de qualidade, o movimento ainda carece de maior atenção e compromisso governamental para implantar políticas educacionais consistentes.

Pontos polêmicos - Continua a polêmica em torno do projeto conhecido como "dez medidas contra a corrupção". Entre as quase vinte propostas, os pontos mais questionados são as restrições à concessão de habeas corpus, o teste da integridade e o uso de provas ilícitas quando obtidas de boa-fé.

Teste da integridade - A proposta também prevê que o habeas corpus só poderá ser concedido pelo juiz em caso de prisão ou ameaça de prisão ilegal. Além disso, o projeto autoriza o chamado “Teste de Integridade” que consiste em simular a oferta de propina para ver se o servidor é honesto ou não.

Garantias individuais – Para os grupos dos contrários, alguns pontos do projeto ferem as garantias individuais previstas na Constituição. Para o Ministério Público, as medidas previnem a ocorrência de crimes, tornam as decisões judiciais mais céleres e garantem a punição dos culpados.

Justa reparação - A Comissão de Serviços de Infraestrutura do Senado analisa o projeto de lei que destina ao município de Guaira 8% dos royalties devidos por Itaipu Binacional. Em 1982 a formação do lago inundou o Salto de Sete. Na época os saltos representavam um dos pontos turísticos mais conhecidos do país.

Receita perdida - Segundo informou a Binacional, o município recebeu US$ 80 milhões a título de compensação financeira entre 1985 e maio de 2016. O valor, para os defensores da proposta, seria insuficiente para repor a perde da receita municipal com a atividade turística.

Tramitação célere - Além de priorizar como urgentíssima a votação da proposta de emenda à Constituição (PEC 241) que estabelece, por 20 anos, limite de gastos para a União, o governo Temer deve dar início às negociações para enviar a proposta de reforma da Previdência ao Congresso Nacional ainda em 2016.