26°
Máx
19°
Min

Secretária de Saúde vai acumular presidência da Fundação

Detalhes técnicos - Na quinta-feira (01), após reunião no Hospital Municipal, a vice-prefeita em exercício, Ivone Barfofaldi anunciou a advogada Patrícia Foster como nova secretária Municipal da Saúde. Patrícia assumirá a pasta assim que os detalhes técnicos e administrativos forem definidos com relação à direção do Hospital Municipal e a comissão interventora.

Comissão interventora - O nome da advogada seria anunciado na quarta-feira (31). Porém, faltava uma conversa com a comissão interventora do Hospital. “Faço parte de uma equipe. Estamos discutindo em conjunto”, explicou a nova secretária.

Presença questionada - Patrícia Foster assume a secretaria da Saúde em meio a uma crise institucional e financeira. Tem que enfrentar o posicionamento do Conselho Municipal de Saúde que questionava a presença da advogada na administração do Hospital Municipal.

Nomeação extemporânea - Para o presidente do Comus, Sadi Buzzanelo a vice-prefeita Ivone Barofaldi poderia ter esperado um pouco mais para fazer a nomeação. Ele entende que em um mês a cidade conhecerá o novo prefeito e que a pessoa responsável por gerir a secretaria no período de transição poderia ser escolhida a “três mãos”. Governo atual, novo governo e conselho. Contudo, ao final, reconheceu que a decisão cabe à vice-prefeita.  Deveria, também, reconhecer a capacidade da nova secretaria, inclusive, de atuar no processo de transição administrativa.    

Bancos fechados - Sem acordo com a FENABAN os bancários fazem assembleia nesta sexta-feira, às 17h30, e podem decidir por greve por tempo indeterminado a partir de quinta-feira (8).

Contra dengue - A Campanha de Vacinação contra a Dengue termina no sábado (3). Todas as 29 Unidades Básicas de Saúde (UBSs) estarão abertas entre 8h e 13h para a imunização de moradores com idade entre 15 e 27 anos. À tarde, o serviço estará disponível nos shoppings JL Cataratas e Catuaí Palladium. A meta municipal é vacinar 48 mil pessoas.

Maior transferência -  Entre janeiro e agosto, os municípios do Paraná receberam R$ 472 milhões a mais em transferências de recursos do ICMS e do IPVA, na comparação com o mesmo período do ano passado. Ao todo, os repasses do Governo do Paraná em oito meses somaram aproximadamente R$ 5,7 milhões.

Recurso ao Supremo - O senador Álvaro Dias (PV-PR) protocolou mandado de segurança no Supremo Tribunal Federal (STF) pedindo a anulação da votação em separado sobre a inabilitação de Dilma para exercer cargos públicos. O argumento é de que o desmembramento seria inconstitucional.

Golpe parlamentar -  Afirmando que a presidente Dilma Roussef sofreu um “golpe parlamentar” a defesa da ex-presidente entrou com uma ação no Supremo Tribunal Federal (STF) pedindo a anulação da sessão do Senado Federal que aprovou o impeachment e a realização de um novo julgamento.

Crédito ou débito? Para atender aos pedidos formulados pelos partidos políticos, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) negocia com as instituições administradoras de cartão de crédito, Banco Central do Brasil e Ministério da Fazenda a possibilidade de doações eleitorais por meio de cartão de crédito. As empresas de cartão alegam razões técnicas e também de outra ordem para resistir.

Famílias endividadas - De acordo com a Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (PEIC) de agosto, elaborada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) o percentual das famílias endividadas no Paraná cresceu de 87,4% em julho, para 89,1% em agosto.

Retomada tímida –  Porém, o percentual de famílias com contas em atraso, o percentual daquelas que não terão condições de pagar suas dívidas e também a inadimplência (contas com mais de 90 dias de atraso) apresentaram queda.

Inocência presumida – No debate sobre a prisão de condenados em segunda instância, o ministro Marco Aurélio do Supremo Tribunal Federal (STF) reviu a decisão do próprio STF votou no sentido de determinar a suspensão de execução provisória da pena que não tenha transitado em julgado. Outros ministros ainda devem decidir sobre o tema.

Sentenças revertidas - Para o ministro o alto grau de reversão das sentenças penais condenatórias no Superior Tribunal de Justiça demonstra a necessidade de se esperar o trânsito em julgado para iniciar a execução da pena.

Prisão domiciliar - Com base na Súmula Vinculante 56, o ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal, concedeu liminar para garantir a um condenado, beneficiado por progressão de regime, o direito de aguardar em prisão domiciliar o surgimento de vaga em estabelecimento adequado ao cumprimento da pena em regime semiaberto.