22°
Máx
16°
Min

Servidores Municipais fazem assembleia e cobram reposição integral na data base

Esperando contraproposta - Hoje tem assembleia dos servidores públicos municipais. Será às 19h na sede SISMUFI. E o recado é que a categoria não abre mão da data base. O sindicato busca reposição salarial de quase 10%. A prefeitura oferece 4%. Em reunião, na semana passada, não houve acordo. Uma contraproposta da administração é esperada para hoje.

Lista considerável - Referências dos guardas municipais; 14º salário dos professores da Educação Infantil; 15º salário dos professores do ensino fundamental; ascensões; horas-extras acumuladas do pessoal da saúde; cumprimento integral do plano de carreira dos professores e implantação do plano de carreira para outros setores da prefeitura. São os itens das pautas unificadas dos sindicatos.    

Explicações - A prefeitura se escuda na limitação do índice prudencial da folha de pagamento e, principalmente, na realidade econômica do país com a queda da arrecadação. Ao que parece as explicações não sensibilizaram os sindicalistas.  

Buscando respostas - Representantes da Comissão da Saúde, juntamente com integrantes do Conselho Municipal de Saúde (COMUS) e do Sindicato dos Servidores Municipais (SISMUFI), estiveram ontem pela manhã no Pronto Atendimento do Morumbi. O grupo buscava respostas que embasasse a decisão de suspensão dos trabalhos de atendimento à população para a realização de reformas. 

Plano emergencial - Os parlamentares querem saber como serão remanejados os atendimentos e qual é o plano para que o sistema não fique superlotado, uma vez que o PA Morumbi é uma unidade de atendimento de urgência e emergência. Um dia antes a secretaria de Saúde havia informado as medidas adotadas para evitar o comprometimento do atendimento.

Simultaneamente, não dá! A prefeitura alega que a decisão de reforma foi uma exigência do Ministério Público (MP). Para o vereador Gessani (PP) o MP não determinou o fechamento da unidade para uma reforma e sim “teria proposto que se fosse feita uma reforma”. A prefeitura, entretanto, alega ser impossível reformar e manter, ao mesmo tempo, o atendimento.

Cumpra-se! A determinação para as obras de conserto, manutenção e correções, entre outras exigências, integra a decisão do juiz de Direito da 2ª Vara da Fazenda Pública de Foz do Iguaçu. A ordem judicial impõe multa diária ao prefeito e ao secretário de Saúde caso seja descumprida.

Reunião ampliada - Um novo encontro está marcado para acontecer na sede do COMUS. Serão convidados os secretários municipais da Saúde e de Obras, Corpo de Bombeiros e o Ministério Público.

Comissão ‘desconstituída’ - A portaria que constituiu a Comissão Especial de Licitação para a realização de Concorrência Pública destinada à seleção de Parceiro Privado para a PPP da saúde, foi revogada. Está publicado na edição de segunda-feira (25) do Diário Oficial do Município. Além da revogação, a Prefeitura republicou o termo de anulação da PPP datado de 14 de março de 2016. 

Decisão salomônica - O senador Raimundo Lira (PMDB), indicado para presidir a comissão especial que analisará o pedido de impeachment da Presidente Dilma Roussef, convocou reunião para esta terça-feira (26) às 10h. Como senador mais idoso, compete a ele convocar a reunião de instalação. O dia e horário foram escolhidos de maneira “salomônica”. Segundo o senador, um meio termo no prazo de “até 48 horas” previsto no regimento da Casa.

Assédio de consumo -  Deputados e senadores estão preocupados com o endividamento excessivo da população brasileira. Especialmente entre os idosos. Um dos projetos em analise estabelece a criação da figura do "assédio de consumo", quando há pressão para que o consumidor contrate o crédito. Se depender dos parlamentares a publicidade que utilize expressões como "crédito gratuito", "sem juros" ou "sem acréscimo" também está com os dias contados.

Crimes virtuais - A Comissão de Ciência e Tecnologia da Câmara Federal analisa projeto de lei que criminaliza o ato de invadir sistemas de informática, sem a devida autorização para modificar conteúdo de sites da internet. Desde 2012 é crime a invasão de sistemas, mas apenas quando a finalidade for obtenção de vantagem ilícita. Não se aplica, portanto, aos casos de invasão para modificar conteúdo.

Justo reconhecimento – O jornalista Gilmar Piolla, superintendente de Comunicação da Itaipu Binacional, foi um dos selecionados para carregar a Tocha Olímpica Rio 2016 quando ela passar por Foz do Iguaçu no dia 30 de junho.