23°
Máx
12°
Min

Ultimo dia para realizar convenção partidária

Prazo final - Sexta-feira (5) é o último dia para a realização de convenções destinadas a deliberar sobre coligações e escolher candidatos a prefeito, a vice-prefeito e a vereador. Como sempre vai ficar para a última hora a definição de nomes e apoios.

Segurança reforçada - O Centro Integrado de Comando e Controle da Operação Fronteira Olímpica (CICC) está em operação desde a quinta-feira (4). No local atuam conjuntamente as polícias do Brasil, Paraguai e Argentina em ações de reforço da segurança na região da tríplice fronteira para o período da Olimpíada e da Paraolimpíada do Rio.

Controle fronteiriço - Com a integração é possível ter maior controle sobre a circulação de pessoas pela fronteira. O Centro está em operação, na sede da Polícia Federal em Foz do Iguaçu e a fiscalização é reforçada com o acesso as imagens captadas pelas câmeras de videomonitoramento da Prefeitura.

Testagem rápida - Foz do Iguaçu inaugura hoje, às 10h, o Projeto “A hora é Agora”. Uma unidade móvel que permite testes rápidos de HIV será instalada na Praça do Mitre. O resultado do exame ficará pronto em 40 minutos.

População-chave - O público alvo são jovens gays e homens que fazem sexo com homens, mas todas as pessoas que procurarem o serviço serão atendidas. O trailer, equipado com dois laboratórios, vai funcionar às sextas-feiras e sábados, das 18h às 22h.

Números preocupantes - Em Foz do Iguaçu, foram registrados 124 casos de HIV/AIDS em 2014. Em 2015 os registros somaram 145 infecções e, no primeiro quadrimestre desse ano, são 18 casos. Desde que a epidemia começou a ser notificada na fronteira, em 1988, já foram notificados 2,3 mil casos de HIV/AIDS.

Faro fino - O convênio que garante a manutenção do Projeto K9 foi renovado após análise da Procuradoria Municipal.  Desde 2013 uma equipe com cães atua nas ações prevenção e repressão ao tráfico de drogas em apoio a Guarda Municipal.

Descarga elétrica -  Guardas Municipais de Foz do Iguaçu receberam treinamento para o uso das pistolas “spark” que irão substituir armas de choque “taser”. A capacitação inclui aulas práticas e teóricas, orientações sobre o equipamento e protocolo de utilização. O dispositivo elétrico é usado para imobilizar pessoas agressivas, suicidas, com surto psicótico.

Trajeto colorido - O Hospital Municipal de Foz do Iguaçu (HMFI) finalizou a colocação das faixas de sinalização, em cores diferentes, que irão permitir aos visitantes e acompanhantes de pacientes o deslocamento no interior da unidade de forma mais rápida.

Sem acordo - Os auditores da Receita Federal seguem mobilizados em todo o Brasil. Na fronteira as filas aumentam nas terças e quintas-feiras. Desde quinta-feira (4) os auditores endureceram os protestos com a paralisação total dos serviços.

Formando fila - Na quinta-feira (4), somente no setor de exportação, pelo menos 800 caminhões aguardavam na fila para o acesso na estação aduaneira. O local está lotado com cargas aguardando liberação. Para complicar, o anuncio é de que na próxima semana o protesto será mais rigoroso ainda. 

Mais recursos - De janeiro a julho deste ano, os municípios do Paraná receberam R$ 384 milhões a mais em transferências de recursos do ICMS e do IPVA, na comparação com o mesmo período do ano passado. Ao todo, os repasses do Governo do Estado foram de R$ 5,1 milhões neste ano.

Impostos compartilhados - A transferência dos recursos do ICMS é feita toda semana e se refere a 25% do que é arrecadado com o imposto. Já o repasse do IPVA é feito automático. Cada vez que um dono de automóvel faz o pagamento, metade do valor vai direto para o município onde foi feito o emplacamento.

Tratamento igual - Lei paranaense obriga empresas que oferecem promoções para atrair novos clientes a dar as mesmas condições aos clientes atuais. A lei enquadra os serviços continuados, como os de telefone, internet e TV a cabo, por exemplo, mas ainda se estende a bancos, escolas e as fornecedoras de água, luz e gás.

Sem privilégios - O juiz federal Sérgio Moro, responsável pela Operação Lava Jato na primeira instância,  defendeu o fim do foro privilegiado durante a audiência na comissão especial da Câmara que analisa as 10 medidas contra a corrupção.

Sem consenso - A Proposta de Emenda à Constituição que prevê o fim do foro privilegiado não tem consenso entre os parlamentares. O debate está concentrado na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara Federal. Pelo texto, deputados e senadores estariam passíveis de julgamento inicial por juízes de primeira instância.

Foro especial - Atualmente, a Constituição estabelece que parlamentares têm direito ao foro especial por prerrogativa de função, o que leva o julgamento de seus processos pelo Supremo Tribunal Federal.

Feira noturna - A Feirinha do Bosque Guarani contará com 70 espaços para comercialização e exposição de artesanatos, alimentos e produtos coloniais. A primeira edição da feira noturna acontece nesta sexta-feira (5), das 16 às 22 horas, na Praça do Zoológico Bosque Guarani, na região central da cidade.

Durante o jogo - Para reduzir o rombo na Previdência, que deve ultrapassar os R$ 145 bilhões em 2016, o governo pretende fixar regras iguais para trabalhadores da iniciativa privada e do serviço público. Longevidade e famílias com menos filhos complicam ainda mais o cenário futuro. O déficit só tende a aumentar.

Proposta discutível - A idade mínima seria fixada de 65 anos. Ainda está sem definição a possibilidade da mulher se aposentar um pouco antes. As centrais sindicais ainda não foram procuradas, mas só concordam com a idade mínima para aposentadoria se for para os futuros trabalhadores.

Regra atual - Atualmente a regra é o modelo 85/95. Ou seja, para as mulheres, a soma da idade e do tempo de contribuição deve atingir 85. No caso dos homens, idade mais tempo de contribuição deve somar 95.

Lutas marciais - Projeto que tramita na Câmara desde 2009 quer proibir a transmissão de lutas marciais pelas emissoras de televisão aberta e fechada. O relator do projeto recomenda a rejeição da proposta. O texto aguarda votação na Comissão de Seguridade Social e Família.

Debate mundial -  A polêmica não é só brasileira. Em Nova York, nos Estados Unidos, e na França, não só a transmissão como a própria luta de MMA é proibida.

Destaque parlamentar - O deputado federal Osmar Serraglio (PMDB) está entre os “Cabeças” do Congresso Nacional. Na definição do Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (DIAP), os “cabeças” são aqueles parlamentares que conseguem se diferenciar dos demais pelo exercício de todas ou algumas das qualidades e habilidades.

Três categorias - Além do deputado Osmar Serraglio (Articulador), a lista inclui os deputados Alex Canziani (Articulador), Luiz Carlos Hauly (Formulador) e Rubens Bueno (Negociador). Os senadores Álvaro Dias, Gleisi Hoffmann e Roberto Requião completam a lista na categoria “Debatedores”.