23°
Máx
12°
Min

Eles querem estar na vitrine da bola

O futebol precisa renovar constantemente e as equipes profissionais investem cada vez mais em garotos que mostram algum talento. No caso do Operário Ferroviário, não é diferente. Guardadas as proporções, o time ponta-grossense vem apostando nas categorias inferiores e começa a colher os frutos desta aposta.

(Foto: Diego Machado)(Foto: Diego Machado)

O atacante João Vitor e o zagueiro Luiz Felipe são dois dos principais jogadores da equipe Sub-17. No caso de João Vitor – o Tubarão – a oportunidade está surgindo com os treinos que vem realizando juntamente com os jogadores profissionais do clube. Tubarão é uma dessas joias preciosas que precisa apenas ser cuidadosamente lapidada e preparada para uma exposição que irá acontecer naturalmente. No caso do zagueiro Luiz Felipe o caminho poderá ser o mesmo, basta que ele receba a mesma atenção que seu colega já vem recebendo.

O técnico Cristiano Cruz sabe que ainda falta muita coisa para que Vila Oficinas se transforme em uma fábrica de novos talentos, mas sabe que o atual momento oferece a grande oportunidade aos meninos que sonham com uma carreira promissora e para que o seu trabalho seja reconhecido.

(Foto: Diego Machado)(Foto: Diego Machado)

 Para um clube que nunca priorizou o trabalho de base ao longo de seus 104 anos de existência, hoje os envolvidos no processo podem comemorar e soltar fogos, pois a porta que sempre esteve fechada para revelar novos jogadores agora está escancarada.