21°
Máx
17°
Min

Henrique Santos, literalmente um lutador

(Foto: Diego Machado) - Henrique Santos, literalmente um lutador
(Foto: Diego Machado)

Apenas 21 anos de idade e uma coleção invejável de vitórias conquistadas no MMA. Henrique Santos pode ser considerado como uma daquelas joias do esporte que aos poucos foi sendo lapidado.

Quase sempre vence por finalização os combates que trava com oponentes que também se destacam no mundo das lutas.

Além de possuir a vocação para lutar, o menino do Rio Verde tem como comandantes de sua carreira dois nomes de peso das artes marciais: Carlos Lima na preparação do jiu jitsu e Mestre Matos no muay thai.

Foram meses de preparação para chegar até o maior evento de lutas da América Latina, o Jungle Fight, que será realizado amanhã no Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo.

Durante entrevista que fiz para o Show de Bola na Rede Massa com Henrique antes do embarque para Capital Paulista, senti que a maior dificuldade do atleta foi bater o peso. Foram sete quilos perdidos em dez dias. Todo empenho valeu a pena para chegar aos 60 quilos.

(Foto: Diego Machado)(Foto: Diego Machado)

Ainda durante nossa conversa, Henrique falou da constante falta de apoio ao esporte não convencional em nossa região e aproveitou para agradecer àqueles empresários que colaboraram com a sua viagem para o evento.

Independente de uma vitória neste sábado, Henrique já pode se considerar um vencedor por sua persistência e dedicação na modalidade.

O adversário vem do Amazonas e, claro, vai merecer toda a atenção. A torcida em Ponta Grossa será grande para Henrique que, com seu jeito simples, cativou uma legião de admiradores.

Guardadas as proporções, a noite deste sábado será tão importante para o MMA de Ponta Grossa como foram as vitórias dos paranaenses no último UFC. Se vencer, Henrique entrará para a galeria dos nomes mais importantes das lutas no Brasil e isso tem um significado muito grande.