22°
Máx
14°
Min

Porque só agora?

A vitória conquistada pelo Operário Ferroviário diante do Cascavel, em Toledo, foi legítima e importante. O time de Vila Oficinas foi determinado, arrojado e, acima de tudo, mostrou comprometimento.

A chegada do técnico Joel Preisner mudou o ânimo dos jogadores, que não mediram esforços para vencer a partida. O placar de 2 a 0 deixou claro para todos que eles, os jogadores, não haviam esquecido de como se joga futebol.

Então fica a indagação que grande parte da torcida alvinegra gostaria de fazer: porque só agora? Porque este mesmo comprometimento não entrou em campo antes? Foram partidas desastrosas durante a competição, pontos preciosos jogados fora.

A vitória deste domingo ainda não garante a permanência do time de Vila Oficinas na Divisão de Elite do ano que vem. Além da combinação de resultados, o torcedor do Operário espera que o time tenha uma apresentação no mínimo parecida como a desempenhada ontem em Toledo. O futuro do atual campeão paranaense não depende apenas daqueles que vestem a camisa preta e branca – o que eles poderiam ter feito para evitar o rebaixamento por conta própria, não conseguiram.