22°
Máx
14°
Min

Sub-23, ainda é cedo para duvidar!

No último jogo-treino antes da estreia na Copa FPF Sub 23, o Operário não passou de um empate sem gols com o também Operário de Mafra (SC). Segundo informações de nossa equipe que acompanhou o encontro, a partida foi sofrível, sem inspiração dos dois lados.

Ouço com frequência alguns colegas de imprensa e até mesmo torcedores se referindo ao elenco com preocupação é até um certo pessimismo. Também entendo que a equipe poderia ter apresentado algo melhor nos jogos que fez durante a curta preparação, porém tenho uma visão um pouco diferente de meus colegas. Aposto no crescimento do time e na postura que o técnico Gersinho vai cobrar de cada um dos jogadores.

Outro aspecto que me faz pensar diferente é a provável dispensa daqueles que não agradaram até aqui e, claro, a chegada de pelo menos mais três jogadores vindos do PSTC e que já estariam acertados com o Fantasma.

No próximo domingo, a estreia na competição será em Campo Largo diante do Andraus. Uma vitória poderá ser o ingrediente que falta para os apaixonados torcedores alvinegros adotarem de vez o time Sub-23, é esperar para ver.

Já em relação ao time que disputou o Paranaense e a Copa do Brasil, o clima é de despedidas. Marco Perovic e Juba conversaram demoradamente com o diretor de futebol, Rubens Selski, o ‘Geada’ no último sábado. Juba já foi emprestado ao Cuiabá, do Mato Grosso, e Perovic deve ser liberado também nas próximas horas.

Alguns jogadores deverão permanecer em Vila Oficinas e se juntarem aos que se destacaram na Copa Sub 23 para a formação do elenco que irá disputar a Segunda Divisão em 2017. Por isso, continuo apostando em uma campanha vitoriosa dentro de campo e principalmente na competência da diretoria do Operário Ferroviário.