23°
Máx
12°
Min

Tem que provar que é bom na prática

- Tem que provar que é bom na prática

Lá se foram oito rodadas da Série Ouro e o time do Keima Futsal, representante de Ponta Grossa, está devendo. Ninguém consegue entender o que está acontecendo com o time comandado pelo experiente técnico Eduardo Pacheco, o Baiano.

Depois da arrancada no início da competição com quatro vitórias consecutivas, a equipe passou a ter enormes dificuldades com adversários considerados mais fracos. A derrota em casa para a frágil equipe do São Lucas e os empates com Caramuru e Cascavelense deixaram o torcedor irritado e preocupado com o rendimento em quadra.

O empresário Tercio Miranda, presidente da equipe, em conversa com este colunista indagou: será que preciso trazer um padre e um pastor para conversar com o grupo? A resposta foi rápida e franca, disse a ele que a conversa tem que ser com todo o grupo, jogadores e principalmente com a comissão técnica.

O Keima Futsal tem um orçamento invejável, investimento pesado para tentar conquistar o título inédito para a cidade, por isso a resposta tem que ser com vitórias. Nomes de peso como Marinho, Sakay e Edu, entre outros, fazem parte do elenco. Mas quem está fazendo muita falta é o menino Claudinho, o ala que está se recuperando de um estiramento.


Não é momento para cobranças mais duras, nem de críticas sem embasamento. Uma boa conversa entre todos os envolvidos poderá ser o caminho mais curto para uma recuperação.

Nesta quinta-feira, o adversário será o Coopagril de Marechal Cândido Rondon, atual líder da Série Ouro. Uma vitória selaria a paz entre time e torcida, além de aumentar a confiança do próprio grupo.