24°
Máx
17°
Min

Como anda o futsal do Oeste do Paraná?

Foz Cataratas

A derrota em casa para o Ponta Grossa expôs mais uma vez a fragilidade da equipe iguaçuense. A semana conturbada começou com a derrota contra o Umuarama, depois veio a perda do técnico Fabinho Gomes e terminou com a goleada do Keima em pleno Ginásio Costa Cavalcanti. O Foz tem agora a pior defesa do campeonato com 42 gols sofridos e continua no estilo “oito ou oitenta”, já que em 14 jogos ganhou 5 e perdeu 9, sem nenhum empate. O torcedor aguarda o anúncio do novo treinador e o time tem mais de 10 dias para trabalhar e buscar a recuperação diante do Caramuru em Castro no dia 2 de julho.

Marechal Cândido Rondon

O Copagril segue enchendo a torcida de orgulho. A equipe Rondonense assumiu a liderança da Liga Futsal depois de vencer a última partida por 3 x 1 contra o Atlântico jogando em Erechim. Nem mesmo a primeira derrota na Chave Ouro contra o Cascavel tirou o foco do time de Paulinho Sananduva que segue na ponta da tabela nas duas competições.

Cascavel

Os altos e baixos da equipe do Ney Vitor estão irritando o torcedor cascavelense. Na mesma semana, alegria na vitória contra o Marechal e decepção na goleada sofrida em casa contra o Umuarama justo pela Liga. O Cascavel é 17º na competição nacional e continua flertando, juntamente com o Guarapuava  que é 18º, com a lanterninha do campeonato. Dos 19 times, apenas o último colocado é que fica de fora da próxima fase. A torcida é que este vexame não seja do Cascavel ou de qualquer outra equipe Paranaense na disputa.

Toledo

O 4º representante da região Oeste do estado na Chave Ouro vem de grande vitória contra a forte equipe do Caramuru. Jogando em Castro, o Toledo venceu por 4 x 2, chegou aos 15 pontos e se afastou de vez da zona de rebaixamento para a Chave Prata. Com um time caseiro e baixa folha salarial, o Porco faz o suficiente para se manter na elite do futsal Paranaense e vai incomodando times grandes mostrando um futsal de raça e garra em quadra.