21°
Máx
17°
Min

Quase lá

Fim de jogo. Londrina 1 a 0, gol do zagueiro Silvio. O Estádio Germano Krüger assistiu a maior vaia dos últimos 20 anos. Como tirar a razão da torcida do Operário? Afinal, há menos de um ano, o Fantasma tascava 5 a 0 no Coritiba (2 a 0 em Ponta Grossa e 3 a 0 no Couto Pereira). Campeão Paranaense. Com inteira justiça. E hoje amarga a última posição com apenas cinco pontos e seriamente ameaçado de rebaixamento. Já, o Tubarão, conseguiu o que muitos não acreditavam: os três pontos. Fundamentais. Da oitava posição pulou para a quinta com 11 pontos, 5 vitórias e 5 gols de saldo. Pode até perder uma ou até duas posições nos jogos que completam a rodada.

Para garantir a classificação entre os oito, mais três pontos nos dois jogos que faltam: Maringá, no Willie Davids, e J.Malucelli, no VGD. Agora, o Londrina pensa na partida contra o Parauapebas Futebol Clube, do Pará, pela Copa do Brasil, na quarta-feira.

Poucos titulares viajarão. O foco ainda é o Estadual e o jogo em Maringá. Passando pelo time paraense, o LEC deverá enfrentar na segunda fase, Cruzeiro ou Campinense. Alguém duvida que serão os mineiros?