24°
Máx
17°
Min

Torcida impaciente

Que o Londrina tem uma base de dois, três anos, ninguém discute. Que o Campeonato Brasileiro da Série B será dificílimo, também é certo. O que se questiona é sobre os reforços. Alguns já deveriam estar treinando no CT. Dos sete anunciados, quatro serão apresentados até segunda-feira(2/5), dois laterais e dois atacantes. O que se espera é que cheguem e já recebam as camisas no aeroporto. Para compor grupo não interessa. o LEC já tem 40 no elenco. O gestor Sérgio Malucélli pede calma. Tudo está sendo feito para reforçar o time. 

E com jogadores de bom nível técnico. Porém, o torcedor, quando vê a sequência de jogos, fica apreensivo. E com razão. CRB em casa, Goiás no Serra Dourada, Náutico no Café, Joinville fora, e Paraná Clube, aqui. Os cinco primeiros compromissos. Não tem mais Foz, Maringá, Operário, Rio Branco. Serão 38 jogos. Tem semana com duas partidas. Viagens longas. 

O que motiva é ver o otimismo do gestor Sérgio Malucélli. Ele não cansa de falar que o Londrina vai brigar para subir. Mas no fundo, se não der para fazer companhia a Corinthians, Palmeiras, Flamengo, Cruzeiro , Internacional , e outros, em 2017, que o Tubarão permaneça na Série B. Já estará de bom tamanho.