23°
Máx
12°
Min

Perdemos de goleada

Estamos perdendo outra batalha, a da vergonha-na-cara. E não é por falta de talento como em muitos episódios olímpicos. É por inércia.

Dias atrás sujeito pretendente a obter votos desfilou toda sua empáfia argumentando que sua plataforma é sempre “ouvir a comunidade”. Que raio de tolice é essa? Como assim, “ouvir a comunidade”? Todo político sempre ouve a comunidade, inclusive quando não quer. As vaias históricas de Dilma na abertura da Copa do Mundo, a vaia contra Temer na abertura da Olimpíada, as vaias de todos os demais políticos em qualquer aparição num estádio, as reclamações no rádio, na TV, nas redes sociais... tudo isso é “ouvir a comunidade”.

Se alguns políticos ouvissem mesmo a comunidade, já teriam mudado, pelo menos, de profissão. Ou de país. Ou de nome. Ou de prática. Mas nem isso acontece.

A inércia do cidadão, confrontado com a opção estúpida do não-argumento, é o que permite vicejar essa gente. Sujeito não sabe para que serve o papel político que ele quer ocupar mas insiste que é mais preparado que todos os outros. As chances de isso dar certo? Zero. Já vimos esse filme, muitas vezes antes. Aí pega um tipo que encarna a malandragem típica do setor, e que insiste em usurpar a boa fé da rapaziada e promova atos, eventos e gritaria faltando poucas semanas para as eleições. A quem pensam que enganam? Bom, pelo contar dos votos e pelo afluxo de gente visto e esperado, ainda tem muitos sendo enganados com gosto, nessa etapa delicada do calendário.

PG nos Jogos Olímpicos

Ponta Grossa encerra sua participação nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro neste domingo. Quase ninguém se deu conta, mas um dos atiradores do Time Brasil é ponta-grossense de verdade. Cassio Rippel, major do Exército, foi campeão no tiro com carabina deitado 50m, nos Jogos Panamericanos de Toronto (2015) e era uma grande esperança de medalha. Não conseguiu se classificar nas finais, embora tenha chegado a liderar a competição. No entanto, ele volta ao stand neste domingo, para a prova de carabina três posições, também na distância de 50 metros.

Menos, menos

Dados publicados esta semana dão conta de que a cidade conseguiu reduzir em 18% o número de moradores de rua. Segundo a Secretaria Municipal de Assistência Social, há rondas noturnas e instituições adequadas para atender pessoas em situação de risco social. Mas, evidencie-se, não há proibição: quem quiser permanecer vivendo em situação “de rua” pode exercer essa condição. Mesmo sujeitando-se aos conhecidos riscos.

Num piscar de olhos

Marta & companhia, heroínas da primeira fase da disputa do futebol feminino, terminaram as Olimpíada derrotadas. Favoritas, foram ficando, perderam a semifinal e depois levaram de 2 a 1 do Canadá, nesta sexta-feira à tarde.