22°
Máx
14°
Min

Apeado do poder, PT depende mais do que nunca da PesTapo

A rede de contrainformação e difamação montada pelo PT na internet – a PesTapo (*) – está com a faca entre os dentes, ávida para dissecar o presidente interino Michel Temer e seu governo.

Se antes ela cumpria à perfeição sua tarefa, agora que seus mentores e patrocinadores foram apeados do poder a sede de vingança move cada postagem, cada mensagem, cada infâmia, toda inverdade. O ódio, que sempre pautou suas ações, é sublimado pela necessidade visceral de destruir o inimigo para preservar a existência da rede.

Temer anunciou, assim que tomou posse, que o financiamento do governo a essa organização criminosa seria cortado pela raiz. Nada de patrocínio de Caixa Econômica, Banco do Brasil, Petrobras, etc. Nada de patrocínio da Secretaria de Comunicação. Avisou e cumpriu: cortou a verba da Caixa destinada ao 6º Encontro de Blogueiros Progressistas, realizados neste final de semana em Belo Horizonte – a abertura foi concedida à presidente@ deposta Dilma – e foi além: demitiu o presidente da EBC Ricardo Mello, petista originário da trotskista Libelu e nomeado por Dilma pouco antes de deixar o poder com a finalidade de sabotar o governo do sucessor. E Temer interveio também na TV Lula, como é conhecida a TV Brasil, suspendendo os programas sem audiência mas remunerados a peso de ouro dos companheiros de estrada do PT.

A PesTapo perdeu a verba oficial – pobres Paulo Henrique Amorim, Luiz Nassif e outros tantos vendilhões de opinião! -, mas não ficará órfã tão cedo. Continuará sendo mantida pelas centrais sindicais pelegas e por governos municipais e estaduais petistas. Afinal, ela é imprescindível à guerra suja movida pelo PT contra o presidente interino e para manter a expectativa de retonada do poder.

Quanto mais reputações destruir, quanto mais pus a PesTapo fizer escorrer nas redes sociais, mais será recompensada por isso.

(*) PesTapo = Patrulha Especial de Truculência Aos que Protestam contra a OniPoTência.

Acompanhe José Pedriali