22°
Máx
14°
Min

Comissão do impeachment retoma os trabalhos. O que estarão tramando os ParlapaTetas?

Depois de três semanas de recesso, porque aguardava as alegações finais da acusação e defesa, a comissão do impeachment no Senado volta a se reunir hoje. A reunião está prevista para começar ao meio-dia e destina-se exclusivamente à leitura do parecer do relator Antonio Anastasia.

Parecer que, salvo surpresa de última hora, pedirá a cassação de Dilma Rousseff.

Surpreendente será que os ParlapaTetas se dobrem ao rito previsto para hoje. Refiro-me aos senadores Gleisi Hoffmann, Vanessa Grazziotin, Fátima Bezerra, Lindbergh Farias e o procurador-geral do Dilmão José Eduardo Cardozo.

Desde a instalação da comissão, eles mostram uma disposição hercúlea de atropelar os trabalhos, impor-se ao presidente da comissão e agredir os colegas. Manobras com claro objetivo de adiar a decisão final.

Eles tentarão tumultuar a leitura para, com isso, dar um tempinho a mais para Dilma continuar assombrando o país. Senso de ridículo é uma coisa que o quinteto perdeu faz tempo (se é que um dia o possuiu.)

Gleisi promete um relatório em separado (e ela perderia mais essa chance de aparecer?) em que absolve Dilma e Vanessa deve pedir que a acusação seja arquivada por falta de fundamentação fática (ou seria fálica?)

O relatório será submetido a duas votações: na comissão e no plenário, quando se decidirá pela “pronúncia” (ou responsabilidade) de Dilma. A votação final está prevista para começar em 29 de agosto. Se não houver nenhum acidente de percurso.

O Brasil deve, portanto, agonizar um pouco mais.

Acompanhe www.josepedriali.com.br