24°
Máx
17°
Min

Dilma, a "honesta", chama o PT de corrupto. E agora, companheirada?

Uma das características de Dilma Rousseff é a incapacidade de reconhecer seus erros. Até aí, nada demais: ela imita à perfeição seu criador Lula e seu partido, o PT.

Dilma, Lula e o PT se consideram inerrantes - pois são os portadores e executores da verdade. Em contrapartida, consideram errado tudo quanto é feito por seus opositores - que veem como inimigos.

Mas Dilma acaba de abrir uma exceção à regra: disse que o PT tem de passar por "uma profunda transformação", a começar do reconhecimento dos erros que cometeu "do ponto de vista das práticas, tanto da questão ética (quanto) da condução de todos os processos de uso de verbas públicas".

Traduzindo do dilmês para o português: o PT meteu a mão no dinheiro público e precisa reconhecer isso, reconhecimento que será o ponto de partida para a tal transformação profunda.

Pois é, companheirada: vocês se esgoelam, rebolam, submetem-se às situações mais vexatórias para apregoar que Dilma é uma "mulher honesta", e ela, muy amiga, os chama de corruptos!

E justamente no momento em que mais precisa de vocês. Justamente no momento em que vocês, esgotados os recursos de reverter o processo de impeachment, se dispõem a jogar a toalha.

Reajo como os petralhas antes de entrarem no inferno astral do impeachment, quando, no auge da petulância, zombavam dos adversários com sonorosas gargalhadas virtuais: kkkkkkkkkkkkkk!

Acompanhe www.josepedriali.com.br