21°
Máx
17°
Min

Lewandowski tira a máscara e se revela petista

Se alguém tinha dúvida sobre a afinidade ideológica do ex-presidente do STF Ricardo Lewandowski com o PT, pode enterrar essa dúvida: o maior defensor de petistas em TODOS os casos que chegaram ao tribunal tirou a máscara de vez. Em palestra na USP, disse que o impeachment de Dilma foi “um tropeço da democracia”.

Ele, logo ele, que comandou o processo no Senado, processo que seguiu o ordenamento legal e o rito parlamentar estabelecido pelo próprio STF em dezembro do ano passado!

Ele, logo ele, que articulou o “fatiamento” da votação sobre Dilma, do qual resultou uma aberração jurídica: a “presidenta inocenta” foi punida com a perda do mandato, mas conservou, em flagrante violação da Constituição, os direitos políticos – isso, sim, um “tropeço da democracia”, como bem apontou seu colega de tribunal Gilmar Mendes.

Antes tarde do que nunca, Lewandowski revelou-se. Antes tarde do que nunca, está na iminência de se aposentar, livrando o Brasil de sua presença pernóstica no STF, uma das instituições que o PT aparelhou em seu benefício.

Tchausowski, Lewandowski!

Acompanhe www.josepedriali.com.br