24°
Máx
17°
Min

Moro, o sujeito oculto que ofuscou a posse do novo presidente do Brasil

O discurso de Dilma na cerimônia de posse dos três novos ministros foi marcado pelo tom raivoso, sobretudo na etapa final – a mais longa e carregada de tensão.

Nessa etapa, ela defendeu a nomeação de Lula, a “lisura” do telefonema grampeado pela Polícia Federal e o empenho de seu governo em “combater a corrução”; informou que tomará as “medidas legais” para punir os responsáveis pelo grampo e sua revelação e acusou a Lava Jato de fazer parte de uma “conjuração golpista” contra seu governo, o governo cujo projeto é “zelar pelos mais pobres”.

Sergio Moro não foi citado nenhuma vez.

Mas sua ausência ofuscou a posse do novo presidente de fato, Lula da Silva.

Acompanhe José Pedriali