22°
Máx
17°
Min

O dia em que o Brasil sepultou o PT

Dois milhões em São Paulo, um milhão no Rio, 100 mil em Brasília, 200 mil em Curitiba, 90 mil na minha Londrina... e país afora milhões de brasileiros deram o brado retumbante deste histórico 15 de março de 2016: fora Dilma, fora PT, cadeia para os corruptos!

O Brasil promoveu neste 13 de março, em termos absolutos e proporcionalmente à sua população, a maior manifestação pública de sua história.

Mais gente foi às ruas ontem do que na Marcha da Família com Deus pela Liberdade, em 1964, que deflagrou a intervenção militar; mais gente foi às ruas do que na campanha das Diretas-já, em 1983-84; mais gente foi às ruas do que os milhões que pediram o impeachment de Collor em 1992, um pouco de tudo em 2013, o impeachment de Dilma em março do ano passado.

Nesse 13 de março repetiu-se, e com veemência, o pedido do impeachment de Dilma, o governante mais desastrado e danoso de que se tem notícia.

Pediu–se também, e com indignação, a punição aos participantes do maior esquema de corrupção de nossa história, instituído no primeiro governo Lula e mantido até depois da deflagração da Operação Lava Jato.

Pediu-se, é claro, que o líder dessa organização, que governou o país duas vezes e ainda mantém poder de tutela sobre o governo federal, seja justiçado como os seus cúmplices.

Pediu-se ainda, e com senso de urgência, que o PT seja sepultado, envolto no manto da desonra que marca sua participação predatório na vida nacional.

Pediu-se, enfim, que o Brasil ressurja, o quanto antes, das cinzas a que foi reduzido pela quadrilha que o comanda há 13 anos.

13 de março: o dia em que o Brasil sepultou o PT!

Acompanhe José Pedriali