22°
Máx
17°
Min

Antigo aliado, Fruet elogia investimentos do PT e depois faz críticas

- Antigo aliado, Fruet elogia investimentos do PT e depois faz críticas

A aliança firmada com o PT pelo prefeito e candidato à reeleição, Gustavo Fruet (PDT), em 2012, continua deixando o pedetista em saia justa. 

Em entrevista concedida nesta terça-feira (20) na TV Paranaense, Fruet foi questionado se valeu a pena se aliar ao PT e administrar a prefeitura de mãos dadas com os petistas – partido que está no epicentro do escândalo do desvio de recursos da Petrobrás, investigado na operação Lava Jato.

Fruet inicialmente respondeu que, em 2012, diante da estabilidade econômica a aliança com o PT foi um bom negócio. Ressaltou que nunca apoiou desvios e citou a participação dele na CPMI dos Correios – que investigou o Mensalão, outro escândalo do governo do PT.

Questionado novamente se valeu a pena a aliança com o PT, Gustavo Fruet elencou investimentos em Curitiba com recursos federais – como PAC da Mobilidade e construções de casas dentro do Programa Minha Casa Minha Vida.

Mas já em seguida, fez críticas ao próprio governo do PT quando deixou de receber recursos da União. Fruet chegou a citar dívidas do Ministério da Saúde com a prefeitura de Curitiba.

Ao final das contas, o que pareceu é que o PT foi bastante útil ao prefeito Gustavo Fruet no projeto de se tornar prefeito, mas o mesmo partido, ora aliado, tornou-se “leproso” depois que se afundou nos esquemas de desvio de recursos tendo como conseqüência a crise política e econômica que o país atravessa.