28°
Máx
17°
Min

Com afastamento de Cunha, deputado do PSD está cotado para assumir mandato tampão

Nem bem saiu a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que manteve o afastamento do mandato do deputado federal Eduardo Cunha (PMDB) e consequentemente  da presidência da Câmara Federal, e as conversas nos bastidores do Congresso Nacional já tratavam da substituição dele no comando do Poder Legislativo. 

O nome mais comentado nesta quinta-feira (5) foi o do deputado federal Rogério Rosso (PSD/DF), que aceitaria assumir o posto num mandato tampão -- até o mês de dezembro. 

Rosso foi quem presidiu a comissão especial do impeachment e, dizem algumas fontes do Congresso, que seria o próximo presidente da Câmara no biênio 2017-2019, substituindo Eduardo Cunha. Ele contaria com o apoio de partidos ligados ao PMDB. 

Mas, como nada é por acaso. Em troca do mandato tampão, Rosso teria conversado com a cúpula do PMDB para assumir um ministério em 2017 num eventual governo de Michel Temer (PMDB).