21°
Máx
17°
Min

Depoimento de advogado de Gleisi é considerado estratégico para a PF

Delegados da Polícia Federal e os procuradores do Ministério Público Federal (MPF) responsáveis pela "Operação Custo Brasil", deflagrada nesta quinta-feira (23), consideram o depoimento do advogado Guilherme de Salles Gonçalves estratégico para o andamento da investigação.Gonçalves foi advogado eleitoral de Gleisi Hoffmann (PT), mulher de Paulo Bernardo, nas eleições de 2008 e 2010. 

De acordo com a PF, Paulo Bernardo foi preso pela suspeita de receber R$ 5,6 milhões em propina. Estes recursos teriam vindo, ainda segundo os investigadores, de um contrato de uma empresa de informática com o Ministério do Planejamento -- na época comandado por Paulo Bernardo. O total de dinheiro desviado teria sido,segundo a PF, da ordem de R$ 100 milhões, entre os anos de 2009 e 2015.

E onde o advogado Guilherme de Salles Gonçalves entra nisso? Em entrevista coletiva concedida nesta manhã, após a operação, o procurador do MPF, Andrey Borges, deu os detalhes do envolvimento do advogado. Pelo menos R$ 7 milhões teriam sido repassados para o escritório de Guilherme de Salles Gonçalves, sendo que, segundo Borges, 20% do valor ficou com ele e os 80% restantes teriam sido usados para pagar despesas de Paulo Bernardo. A estimativa do procurador do MPF é que R$ 5,6 milhões teriam sido destinados para pagar as contas do ex-ministro. 

Os delegados e procuradores querem saber os detalhes que envolvem esta transação financeira. E aí é que a senadora Gleisi Hoffmann pode ser"arrastada" para o escândalo de corrupção. 

Guilherme de Salles Gonçalves deve retornar ao Brasil nos próximos dias. Ele viajou para Portugal com a namorada para pedi-la em casamento. O casal já soube do pedido de prisão do advogado e vão interromper a viagem. O advogado deve ser preso assim que chegar no aeroporto.