24°
Máx
17°
Min

Depois de ser citado na Lava Jato, deputado federal do Paraná deve desistir da reeleição

O deputado federal Dilceu Sperafico, do PP do Paraná, deve desistir da reeleição em 2018. Ele está no quinto mandato -- desde 1995 na Câmara Federal. Pessoas próximas ao parlamentar dizem que um dos motivos é o possível envolvimento dele no esquema de corrupção da Petrobras revelado pela "Operação Lava Jato". 

Em março de 2015, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Teori Zavaski, autorizou a abertura de inquéritos contra 47 políticos por suspeita de participação no esquema da estatal. Entre os nomes citados pelo ministro, estava o de Dilceu Sperafico -- que reagiu com surpresa à notícia. 

Depois de 20 anos na Câmara dos Deputados, Sperafico dá sinais de que vai abdicar da reeleição. Com uma base eleitoral consolidada, Sperafico fez mais de 150 mil votos na eleição de 2014 -- com votação expressiva em municípios da região Oeste do Paraná --, o parlamentar estaria em conversa com um colega de partido para tentar repassar esse montante de votos. 

O blog apurou que o "escolhido" seria o atual deputado estadual  José Carlos Schiavinato (PP) que foi eleito no ultimo pleito. A intenção é que Sperafico caminhe  Schiavinato pedindo votos para ele. O deputado estadual está tão animado que teria preferido disputar uma cadeira na Câmara Federal em 2018 a aceitar um eventual convite para assumir a Secretaria Estadual de Planejamento. 

O nome de Schiavinato foi lembrado porque a pasta faz parte da cota do PP -- que com a saída de Sílvio Barros (PP) para disputar a prefeitura de Maringá, queria emplacar um substituto. Nos bastidores, Schiavinato teria comentado que está focado na disputa por uma vaga na Câmara dos Deputados.