24°
Máx
17°
Min

Eduardo Cunha já avisou: "se eu cair, vou levar muita gente junto"

O ex-presidente da Câmara Federal, deputado Eduardo Cunha (PMDB) já avisou aos pares, senadores, ministros e até ao presidente interino da República: "se eu cair, vou levar muita gente comigo para a cova". Talvez por isso a recente decisão de marcar a votação da cassação do mandato dele em setembro -- depois do julgamento do impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff (PT). 

O recado direto deixou muitos políticos sem dormir. Conhecido pela habilidade política, Cunha ajudou diversos parlamentares a se eleger. Este auxílio atendia as diferentes correntes -- governistas e oposicionistas. Desta forma, o deputado peemedebista tem todos os detalhes de cada uma destas ajudas -- a maioria delas de ordem financeiras envolvendo empreiteiras que são alvos da Lava Jato. 

O blog apurou que um dos mais preocupados é o senador Renan Calheiros (PMDB), mas também deixou em alerta o Palácio do Planalto. Uma possível delação premiada de Eduardo Cunha pode comprometer inclusive o presidente interino Michel Temer (PMDB) -- que sempre foi muito próximo de Cunha e de Renan. 

Em resumo, diz uma fonte do blog, esta tríade pode cair quando um deles resolver contar o que sabe.