22°
Máx
14°
Min

Líder da célula terrorista foi preso em Curitiba

O homem apontando como líder da célula terrorista presa durante operação sigilosa deflagrada pela Divisão Antiterrorismo (DAT) da Polícia Federal, foi detido em Curitiba. A informação foi confirmada pelo ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, durante entrevista coletiva concedida em Brasília. 

A operação aconteceu em 10 estados e tinha como objetivo prender uma célula terrorista que planejava ataques durante a Olimpíada, no Rio de Janeiro. Foram expedidos 12 mandados de prisão -- todos pelo juiz federal Marcos Josegrei da Silva, da 14ª Vara da Justiça Federal do Paraná. Duas pessoas não foram detidas, mas "estariam no radar da Polícia Federal", disse o ministro. 

Os alvos teriam feito contato, via internet, com terroristas do Estado Islâmico (EI). Após este batismo, esse juramento, os suspeitos iniciaram ações preparatórias -- como treinamento de artes marciais, de tiro -- e fizeram contato com um site de armas clandestinas no Paraguai para a compra de um fuzil, que seria usado no ataque terrorista.