26°
Máx
19°
Min

Operação Custo Brasil pode forçar Vaccari a fazer delação premiada

O ex-tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, foi alvo da operação Custo Brasil deflagrada nesta quinta-feira (23) pela Polícia Federal. A investigação é um braço da Lava Jato, que apura o escândalo de desvio de recursos e pagamento de propina na Petrobras. 

A Justiça decretou a prisão de Vaccari Neto, mandado este cumprido no Complexo Médico Penal (CMP), em Pinhais, onde o ex-tesoureiro do PT está preso.

O novo mandado de prisão agrava ainda mais a situação de Vaccari Neto. Agora, além de tentar uma decisão favorável na Justiça quanto à condenação  pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, os advogados dele terão também de reverter o novo pedido de prisão.

Esta dificuldade pode ser a gota d'água para Vaccari Neto se decidir pelo acordo de delação premiada -- que já vem sendo pensando e repensado pelo ex-tesoureiro do PT. A possibilidade dele falar tudo que sabe assusta o PT por causa da posição estratégica dentro do partido. 

Vaccari Neto é um dos poucos que sabe com riqueza de detalhes contabilidade oficial e a não oficial do partido -- e, principalmente, quem se beneficiou das verbas obtidas pelo PT.