28°
Máx
17°
Min

Partidos e políticos disputam indicação para o conselho da Itaipu

Quanto à direção da Itaipu Binacional, parece que já está tudo acertado. Se tudo sair como está combinado no Palácio do Planalto, o nome do empresário Rodrigo Rocha Loures deve anunciado para substituir Jorge Samek -- que ocupa o posto desde 2003.  Rocha Loures é ex-presidente da Federação das Indústrias do Paraná (Fiep) e o filho, de mesmo nome, é uma das pessoas de confiança do presidente interino da República, Michel Temer.

Os nomes de Eduardo Sciarra (PSD) e de Abelardo Lupion (DEM) estavam sendo cotados para assumir a direção da Itaipu, mas parece que estão descartados.

Superada a discussão sobre a chefia da usina, políticos e partidos agora correm para indicar nomes para compor o Conselho de Administração e os demais cargos da Diretoria Executiva. Os cargos são cobiçadíssimos.  Também pudera, as reuniões acontecem a cada dois meses -- totalizando seis encontros por ano. O salário, claro, é mensal e muito atrativo. São quase R$ 25 mil de salário para cada conselheiro.

Os indicados aos cargos são considerados felizardos -- já que a jornada de trabalho é bimestral. A próxima reunião do conselho, por exemplo, está marcada para junho. Até lá Temer tem que indicar os nomes para compor o conselho e a diretoria executiva.

Partidos e políticos estão ávidos pelos cargos. Tem deputado indicando a mulher, o filho até o pai. Nos próximos dias deve sair a listagem com os "felizardos".