23°
Máx
12°
Min

PT preocupado com envolvimento de Eike Batista com pagamento de propina para Cunha

A cúpula do PT está bastante apreensiva com o mais recente personagem suspeito de envolvimento em caso de corrupção.

O nome do empresário Eike Batista foi citado na delação premiada do ex-vice da Caixa Econômica Federal Fábio Cleto. Em depoimento aos procuradores do Ministério Público Federal (MPF) que conduzem a investigação da Lava Jato -- que apura um desvio bilionário na Petrobras. 

Cleto foi alvo de uma das fases da Lava Jato, quando os agentes da Polícia Federal cumpriram mandados de busca e apreensão na casa dele. O ex-presidente da Caixa era suspeito de envolvimento em irregularidades no FI-FGTS.

Cleto relatou que uma empresa de Eike pagou propina a ele próprio e ao deputado federal e presidente da Câmara dos Deputados afastado Eduardo Cunha (PMDB). Em troca do dinheiro, Eike obteria recursos do fundo de investimentos do FGTS -- cujo um dos conselheiros era o próprio Cleto. 

O temor do PT é que a Lava Jato acabe chegando em Eike Batista e que este, por sua vez, de detalhes de negócios com o Palácio do Planalto.