27°
Máx
13°
Min

TJ adia decisão sobre denúncia contra deputado Nelson Justus

A sessão desta segunda-feira (2) do Órgão Especial do Tribunal de Justiça do Paraná foi encerrada antes da apreciação da denúncia criminal que o Ministério Público Estadual (MP) fez contra o deputado estadual Nelson Justus (DEM). Os magistrados terão de decidir se recebem ou rejeitam a ação criminal contra o parlamentar.  A sessão foi interrompida porque se estendeu até o período da noite. Desta forma, o caso será novamente apreciado na próxima sessão contenciosa do Órgão Especial -- marcada para o próximo dia 16. 

O MP acusa Justus de desviar recursos da Assembleia Legislativa, quando era presidente da Casa, com a contratação de funcionários fantasmas no gabinete da presidência. Os promotores de Justiça quebraram o sigilo bancário e fiscal de centenas de funcionários de Justus, além de colher o depoimento deles. Alguns confessaram que de fato não trabalhavam na Assembleia, que apenas recebiam os altos salários no fim do mês. O caso foi denunciado no escândalo que ficou conhecido como "Diários Secretos".