22°
Máx
16°
Min

Banda de Forró é alvo de operação da Polícia Federal

Foto: FacebookFoto: Facebook 

A Polícia Federal em conjunto com a Receita Federal deflagrou na manhã de hoje, a Operação “For All” que investiga fraudes no imposto de renda e lavagem de dinheiro, que teriam sido cometidas por empresários do setor do entretenimento, responsáveis pelo agenciamento de bandas de forró e casas de show no estado do Ceará.

A operação mira o grupo empresarial A3 que agencia algumas bandas de forró, entre elas, o Aviões do Forró. As investigações apontam que o grupo estaria fornecendo dados falsos e/ou omitindo informações relevantes em suas declarações de Imposto de Renda, para eximir-se da cobrança de tributos.

Em entrevista para o jornal “O Globo”, a delegada da PF no Ceará, responsável pela operação, Dora Lúcia Oliveira de Souza, contou que a investigação está acontecendo há dois anos, em parceria com a Receita Federal. 

Cerca de 260 policiais federais e 35 auditores estão cumprindo 76 mandados judiciais, sendo 32 de condução coercitiva e 44 de busca e apreensão nas cidades de Fortaleza (CE), Russas (CE) e Souza (PB). Os envolvidos tiveram seus sigilos fiscais quebrados pela investigação e há mandados contra os vocalistas do Aviões do Forró, Solange Almeida e Xand Avião.

Através de sua assessoria de imprensa, a banda informou que “está à disposição da Polícia Federal e da Justiça e que colaborará com todos os questionamentos em relação à operação".