22°
Máx
16°
Min

Luiza Brunet acusa ex-namorado bilionário de agressão

Reprodução/Foto Rio News/Claudio AugustoReprodução/Foto Rio News/Claudio Augusto 

A ex-modelo Luiza Brunet perdeu o medo e a vergonha e contou para o jornal ‘O Globo’ que foi agredida no dia 21 de maio, pelo agora, ex-namorado, o empresário e sócio da RBS de Santa Catarina, afiliada da Rede Globo por lá, Lírio Parisotto.

Luiza havia viajado com Lírio no final de maio, para Nova York, para acompanhá-lo, já que ele foi receber o prêmio de ‘Homem do Ano’ por lá.

Durante um jantar, o empresário teria se exaltado ao ser perguntado por amigos se ia a uma exposição de fotos na cidade, Lírio disse que não iria, pois da última vez tinha sido confundido com o ex-marido de Luiza, Armando, pai dos filhos da ex-modelo, Yasmin e Antonio.

Após o jantar, os dois seguiram para o apartamento do empresário e chegando lá, ela foi agredida com socos e chutes enquanto estava sentada numa poltrona, e ao imobilizá-la quando ela caiu, quebrou quatro costelas de Luiza. Luiza só conseguiu se soltar, após ameaçar a gritar por ajuda e após isso se trancou em um quarto.

Brunet só saiu do quarto no dia seguinte, após se certificar que Lírio não estava em casa e voltou para o Brasil.

A queixa já foi apresentada no Ministério Público de São Paulo, junto com o laudo do exame de corpo de delito do IML feito por Luiza.

Lírio se defendeu através de suas redes sociais, dizendo que estava se defendendo: "Amigos, peço um pouco de paciência a respeito de algumas informações que estão circulando nas diversas mídias. Nunca na vida agredi homem, muito menos mulher que respeito muito, quem me conhece sabe. Isto não me tira o direito de me defender de tentativas de agressão através de tapas, chutes, mordidas, unhadas etc. Tento me defender através da imobilização. Se o caso for para a justiça será lá que será esclarecida a verdade. Muita paz as pessoas do Bem. Por fim este é um canal de comunicação com pessoas de que aceitei me seguirem. Agradeço a compreensão. É a vida segue".