23°
Máx
12°
Min

Estudantes de Cascavel visitam 32ª Bienal em São Paulo

Estudantes de Cascavel visitam 32ª Bienal em São Paulo

Alunos de nível médio do Colégio Estadual Padre Carmelo Perrone, em Cascavel, acompanhados de funcionários e professores, participaram 32ª Bienal de Arte Contemporânea, Museu Afro e Museu de Arte Moderna, no Parque Ibirapuera, em São Paulo.

Sob o título Incerteza viva, a 32ª Bienal de São Paulo busca refletir sobre as atuais condições da vida e as estratégias oferecidas pela arte contemporânea para acolher ou habitar incertezas. A noção de incerteza faz parte do repertório de muitas disciplinas  da Matemática à Astronomia, passando pela Linguística, Biologia, Sociologia, Antropologia, História ou Educação.

Segundo os organizadores da 32ª Bienal, 

“Aprender a viver com a incerteza pode nos ensinar soluções. Compreender diariamente o sentido da Incerteza Viva é manter-se consciente de que vivemos imersos em um ambiente por ela regido. Discutir incerteza demanda compreender a diversidade do conhecimento, uma vez que descrever o desconhecido significa interrogar tudo o que pressupomos como conhecido. Significa, ainda e também, valorizar códigos científicos e simbólicos como complementares em vez de excludentes. A arte promove a troca ativa entre pessoas, reconhecendo incertezas como sistemas generativos direcionadores e construtivos”. 

A exposição acontece até o dia 12 de dezembro de 2016 no Pavilhão Ciccillo Matarazzo, reunindo aproximadamente 90 artistas e coletivos.

Segundo a diretora e também professora de Arte, Sandra Macanhão Biavatti, os alunos foram preparados antes da viagem com oficinas sobre Arte Contemporânea e sobre as obras expostas na 32º Bienal. Destacou que o estudo prévio os ajudou a prestar mais atenção, criando uma relação com o conteúdo trabalhado em sala de aula e os trabalhos expostos.

“Esse estudo proporcionou aos estudantes uma visão geral da exposição, das características dos artistas e estilo, possibilitando, assim, uma maior interação com a obra. Esta atividade teve por objetivo proporcionar o acesso à cultura, assimilação de um hábito e como consequência a formação de um público apreciador da Arte”, salientou.

Colaboração: Assessoria