24°
Máx
17°
Min

Projeto Couro de Peixe promove feira no Campus da Unespar

Projeto Couro de Peixe promove feira no Campus da Unespar

Criar novas possibilidades de trabalho para a população do Litoral paranaense é um dos objetivos que motivou a criação do projeto Couro de Peixe na Universidade Estadual do Paraná (Unespar). Desenvolvido no Campus de Paranaguá com a coordenação da professora do colegiado de Ciências Biológicas, Kátia Kalko Schwarz, uma das ações que se tornou tradição é a feira, que possibilita comercializar os produtos desenvolvidos com o couro de peixe.

Mais uma edição do evento acontece nesta quinta-feira (05) no Campus de Paranaguá. A comunidade pode conhecer e comprar os produtos das 14h30 às 21 horas. De acordo com o calendário definido pela Coordenação com a comunidade, estão agendadas feiras até dezembro, sempre uma vez ao mês. No entanto, destacam que também estão disponíveis para participar de eventos externos.

Agenda

Neste mês acontece a terceira edição da feira do ano. Em 07 de junho e 07 julho serão promovidas novas edições do evento. Também estão previstas feiras nos dias 09 de agosto, 13 de setembro, 05 de outubro, 09 de novembro, 06 e 13 de dezembro.

Couro de Peixe

O projeto começou em 2007, com apoio da Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior e da Fundação Araucária, por meio do programa Universidade Sem Fronteiras. O público atendido é formado, especialmente, por moradores de Paranaguá e região com ações que contribuem para a geração de emprego e renda das comunidades ligadas ao setor da pesca, aquicultura, biologia e artesanato.

Desde o início já foram implantados curtumes comunitários para transformação da pele de peixe em couro, desenvolvidas pesquisas e ofertados cursos para produção de couros de peixes e de artesanato.

O projeto Couro de Peixe também está vinculado ao Laboratório Multidisciplinar de Estudos Animais (Labmea) que atua na produção de pesquisas em nutrição e desempenho zootécnico de peixes, estudos em insetos com destaque para borboletas e mariposas.

Colaboração AENPr.