28°
Máx
17°
Min

'Blade Runner' está entre filmes que inspiraram 'Sunspring'

(Foto: Reprodução) - 'Blade Runner' está entre filmes que inspiraram 'Sunspring'
(Foto: Reprodução)

O sistema de inteligência artificial Benjamin não aprendeu a escrever roteiros sozinho. Antes de criar o texto de Sunspring, a máquina recebeu um intensivo treinamento de seu criador, Ross Goodwin.

"Alimentamos o computador com centenas de roteiros", conta o especialista em inteligência artificial. "Após isso, o sistema de algoritmos aprendeu um padrão dos filmes de ficção científica e conseguiu criar um texto que seguisse os mesmos padrões."

A lista de filmes que "inspiraram" Benjamin é surpreendente. Ela conta com alguns clássicos da ficção científica, como 2001 - Uma Odisseia no Espaço, Blade Runner e E.T. - O Extraterrestre. Entretanto, muitos filmes são desconhecidos ou foram duramente criticados por especialistas na época de seus lançamentos, como é o caso de 2012, Cowboys & Aliens, Eu Sou o Número Quatro e o recente Quarteto Fantástico.

Segundo a dupla, com uma pluralidade de roteiros, o algoritmo conseguirá atender todos os gostos e necessidades de roteiristas.

"Nós permitimos que a inteligência artificial tivesse acesso aos roteiros mais diversos, independente da qualidade e da opinião da crítica", afirma o diretor do curta, Oscar Sharp. "É benéfico para o algoritmo e para quem for usá-lo no futuro."

Confusão

Com influências tão diversas, a máquina acabou produzindo um texto relativamente confuso e, às vezes, sem sentido algum com o que está acontecendo em tela.

"Estamos aprimorando o sistema", afirma Goodwin. "É natural que as coisas não saiam de maneira perfeita."

Durante a apresentação do curta-metragem no Sci-Fi London, Oscar Sharp e Ross Goodwin entrevistaram a máquina, que mostrou como ainda não consegue articular frases de maneira totalmente lógica e com algum sentido.

Ao ser questionada sobre seus futuros projetos, Benjamin respondeu que "a equipe está dividida pelo trem da máquina pegando fogo, enchendo de suor. Ninguém vai ver seu rosto. As crianças vão alcançar a fornalha, mas a luz ainda escorre pelo chão. O mundo ainda está envergonhado. A festa é com a sua equipe. Meu nome é Benjamin."

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.