22°
Máx
16°
Min

Cinemateca apresenta mostra do novo cinema dominicano

A Cinemateca de Curitiba apresenta de 27 a 30 de julho a mostra Novo Cinema Dominicano (Foto: Divulgação) - Cinemateca apresenta mostra do novo cinema dominicano
A Cinemateca de Curitiba apresenta de 27 a 30 de julho a mostra Novo Cinema Dominicano (Foto: Divulgação)

A Cinemateca de Curitiba apresenta de 27 a 30 de julho a mostra Novo Cinema Dominicano, coma exibição de 11 filmes, entre ficções e documentários de curtas e longas-metragens, produzidos a partir de 2014. As sessões são às 17h e 19, com entrada franca.

Entre os filmes da mostra estão a comédia de humor negro La Gunguna (2015), um sucesso estrondoso de público e crítica na República Dominicana, recordista de indicações ao Prêmio La Silla, outorgado pela Associação Dominicana de Profissionais da Indústria do Cinema, com 23 indicações. Outro sucesso foi Dólares de Areia(2014), premiado como Melhor filme no Festival do Cairo (FIPRESCI Prize) em 2014 e escolhido para representar o país no Oscar 2016. O filme é protagonizado por Geraldine Chaplin, que recebeu três premiações como melhor atriz por seu desempenho, nos festivais de Chicago, Havana e Nashville. Destaque também para o documentário Você e Eu, sobre a relação de poder e solidão entre uma patroa e uma empregada, que conquistou prêmios como o Especial do Júri em Cartagena de Índias e o de melhor longa documentário do Nuevo Cine Latino americano de La Habana.

A relação entre a República Dominicana e o cinema é bem antiga e data de 1900, na cidade de Puerto Plata, com a primeira exibição cinematográfica dos irmãos Lumière na América Latina. Desde então, o país caribenho vem produzindo excelentes títulos, com presença marcante em festivais internacionais.

A produção cinematográfica da República Dominicana foi intensificada a partir de 2000, com a criação de mecanismos de incentivo. Hoje, é um dos instrumentos mais férteis de divulgação do país e importante veículo de construção da identidade cultural do povo dominicano. O cinema da ilha, que integra o arquipélago das Grandes Antilhas, no Caribe, é caracterizado por ser independente e tratar com frequência de temas sociais.

Programação

Dia 27/07 às 17h

SOB AS TENDAS

Depois do terremoto ocorrido no Haiti, em 12 de janeiro de 2010, 1,5 milhões de pessoas ficaram sem casa, passando a viver em campos de refugiados, desprovidos dos serviços mais elementares. Cinco anos mais tarde, o povo haitiano ainda precisa de ajuda humanitária.
ROLLOUT

Ao não ser reconhecido por uma atriz com quem trabalhou há 20 anos, um projecionista filma a si mesmo e se introduz no filme para tentar reviver o passado, mas descobre seu fracasso ao final da projeção.


Dia 27/07 às 19h

LA GUNGUNA

La Gunguna é uma pistola lendária, que teria pertencido ao próprio Benito Mussolini, e que deixa um rastro de infortúnios na vida de quem a possui. O filme narra várias histórias que envolvem a pistola e que eventualmente se entrelaçam.
SEXTA SANTA

Eleazar, um descendente haitiano, trabalha durante muitos anos noscanaviais dominicanos. Cansado de sua rotina diária pesada, em plena Páscoa, ele vai lutar contra este destino. Elenco: Julia Luis, Yela Natividad, MiguelFélix Valdez


Dia 28/07 às 17h

BRANCO

O cotidiano e o lado humano da vida de seis albinos de diferentes idades e etapas da vida, que têm em comum sua visível condição. Sem saber muito sobre as características do albinismo, estes seres humanos levam a vida com normalidade, apesar de sua aparência exterior, os problemas de visão e as inevitáveis mudanças que o sol produz em sua pele.
TETOS QUEBRADOS

Ana, uma adolescente de 12 anos de idade, está sonhando com um vestido branco para usar quando for fazer a Primeira Comunhão. Mas não tem dinheiro para isso. Ela tem que cuidar dos irmãos mais novos, enquanto sua mãe ausente passa o tempo jogando cartas.


Dia 28/07 às 19h

VOCÊ E EU

A relação entre La Doña, uma viúva de 70 anos, e Aridia, sua jovem criada, é cheia de tensões e ambiguidades. Mas no final do dia, nessa casa do centro de Santo Domingo, onde vivem ilhadas entre trabalhos domésticos, elas sabem que, de alguma maneira, só vivem por que têm uma à outra.
TETOS QUEBRADOS

Ana, uma adolescente de 12 anos de idade, está sonhando com um vestido branco para usar quando for fazer a Primeira Comunhão. Mas não tem dinheiro para isso. Ela tem que cuidar dos irmãos mais novos, enquanto sua mãe ausente passa o tempo jogando cartas.
COLHEITA

Rosa Iris, filha de Milena, está no último ano da escola rural. A ponto de deixar o campo para seguir estudando na cidade, a menina começa a sedar conta de todo o trabalho e da motivação de sua mãe para seguir adiante…“Quem planta, colhe”, diz o velho ditado.


Dia 29/07 às 17h

DE VEZ EM QUANDO

Ben, um escritor frustrado, decidiu por fim a sua vida. Mas quando sua tentativa de suicídio é interrompida inadvertidamente por seu vizinho que veio lhe pedir um favor, sua vida entrará num caos em meio a uma série de desventuras que trarão a seu mundo o toque de realidade que lhe faltava.
COLHEITA

Rosa Iris, filha de Milena, está no último ano da escola rural. A ponto de deixar o campo para seguir estudando na cidade, a menina começa a sedar conta de todo o trabalho e da motivação de sua mãe para seguir adiante…“Quem planta, colhe”, diz o velho ditado.


Dia 29/07 às 19h
ALGUM LUGAR

Depois de concluírem o ensino médio, três amigos adolescentes, Oliver, Moisés e Hemingway partem para uma emotiva viagem através da República Dominicana. O que seria uma viagem de celebração da amizade termina sendo uma deus final.
SEXTA SANTA

Eleazar, um descendente haitiano, trabalha durante muitos anos nos canaviais dominicanos. Cansado de sua rotina diária pesada, em plena Páscoa, ele vai lutar contra este destino.


Dia 30/07 às 19h
DÓLARES DE AREIA

Noelí, uma jovem dominicana, perambula pelas praias de Las Terranas, onde ganha alguns dólares à custa dos turistas. Entre eles, Anne, uma francesa de idade madura. O namorado de Noelí elabora um plano para que ela viaje para Paris com Anne e lhe envie dinheiro periodicamente. O que começa como uma relação de conveniência para Noelí se torna mais ambígua à medida que se aproxima o dia da partida.

Serviço

Novo Cinema Dominicano
Local: Cinemateca de Curitiba – R. Carlos Cavalcanti, 1174
Datas e horários: 27 a 30 de julho de 2016 (quarta-feira a sábado), às 17h e 19h
Entrada franca.