24°
Máx
17°
Min

Tela Alternativa exibe ‘O que você faria’ na terça-feira

(Foto: Divulgação) - Tela Alternativa exibe ‘O que você faria’ na terça-feira
(Foto: Divulgação)

Com direção do argentino Marcelo Piñero, O que você faria (El Método, 2005) é o filme da sessão da próxima terça (7), às 19h30, do “Tela Alternativa”, no Auditório “B” do Cine Teatro Ópera (Rua XV de Novembro, 472, centro). As sessões são abertas ao público e dão direito aos participantes de certificados através da Pró-Reitoria de Extensão e Assuntos Culturais (Proex) da UEPG. Para tanto, o participante (comunidade interna e externa) deve estar inscrito e assistir 60% das atividades programadas pelo projeto de extensão da instituição. O projeto tem carga semanal de quatro horas – e total de 180 horas registradas (de dezembro de 2015 a novembro de 2016).

O filme coloca sete pessoas completamente diferentes numa sala. Todas querem a mesma coisa: um emprego numa grande corporação e estão prontas para fazer qualquer coisa para consegui-lo. Sempre com um imutável sorriso, a secretária Montse (Natalia Verbeke, de O Outro Lado da Cama) acompanha os candidatos: Carlos (Eduardo Noriega, de O Lobo), Nieves (Najwa Nimri), Fernando (Eduard Fernández), Ricardo (Pablo Echarri), Enrique (Ernesto Alterio), Ana (Adriana Ozores) e Julio (Carmelo Gómez). A única coisa que sabem é o nome do método de avaliação, Grönholm, cujas provas não têm muita lógica.

O grande mérito de O que você faria? é a direção e a dinâmica entre os atores. Não é necessário muito mais do que uma sala para que eles desempenhem a função de instigar o espectador. O filme critica não somente a forma como as grandes empresas escolhem quem está apto a ser admitido, mas também a própria globalização e seu impacto nas sociedades latinas. Tanto que, enquanto os protagonistas disputam a vaga, a população nas ruas de Madri, onde se passa a produção, protesta contra uma reunião do G8 (Grupo de Oito), símbolo máximo do processo de globalização. (Angélica Bito, Cineclick)

Filmes do ‘Tela’ 2016

  • 14 de junho - Dois dias, uma noite (Deux Jours, Une Nuit, Jean-Pierre e Luc Dardenne, 2014)
  • 21 de Junho - O abutre (Nightcrawler, Dan Gilroy, 2014)
  • 28 de junho - Que horas ela volta? (Ana Muylaert, 2015)


  • Deslocamentos, Migrações e Fugas

  • 05 de julho - Gaijin, caminhos da liberdade (Tizuka Yamazaki, 1981)
  • 12 de julho - Coisas belas e sujas (Dirty Pretty Things, Stephen Frears, 2002)
  • 19 de julho - Neste mundo (In This World, Michael Winterbottom, 2002)
  • 09 de agosto - O visitante (The Visitor, Thomas McCarthy, 2009)
  • 16 de agosto - A imigrante (The Immigrant, James Gray, 2013)
  • 23 de agosto- O refúgio (Dheepan, Jacques Audiard, 2015)


  • A Posse do Outro

  • 30 de agosto - O colecionador (The Collector, William Wyler, 1965)
  • 06 de setembro - Pigmalião (Pygmalion, Anthony Asquith, Leslie Howard, 1938)
  • 13 de setembro - Gotas d'água em pedras escaldantes (Gouttes d'eau sur pierres brûlantes, François Ozon, 2000)
  • 20 de setembro - A pele que habito (La Piel Que Habito, Pedro Almodóvar, 2011)
  • 27 de setembro - O quarto de Jack (Room, Lenny Abrahamson, 2015)


  • Os Sete Pecados Capitais

  • 04 de outubro (inveja) - O talentoso Ripley (The Talented Mr. Ripley, Anthony Minghella, 1999)
  • 18 de outubro (ira) - Relatos selvagens (Relatos Salvajes, Damián Szifron, 2014)
  • 25 de outubro (luxúria) - Shame (Steve McQueen, 2011)
  • 01 de novembro (gula) - A comilança (La grande bouffe, Marco Ferreri, 1973)
  • 08 de novembro (preguiça) - Alexandre, o felizardo (Yves Robert, 1968)
  • 22 de novembro (orgulho) - O último rei da Escócia (The Last King of Scotland, Kevin Mcdonald, 2006)
  • 29 de novembro (avareza) - Longa jornada noite adentro (Long Day's Journey Into Night, Sidney Lumet, 1962)

Colaboração Assessoria de Imprensa.