23°
Máx
12°
Min

Tela Alternativa fecha 2016 com ‘Longa jornada noite adentro’

(Foto: Divulgação) - Tela Alternativa fecha 2016 com ‘Longa jornada noite adentro’
(Foto: Divulgação)

O projeto ‘Tela Alternativa’ da UEPG exige, nesta terça-feira (29), 'Longa jornada noite adentro' (Long Day's Journey Into Night, Estados Unidos, 1962), filme que fecha a edição 2016 da iniciativa do Departamento de Estudos e Linguagem (DEEL) da instituição. De 29 de março a 29 de novembro, o projeto abriu espaços de debates para 32 filmes selecionados para a temporada distribuídos nos ciclos O Star System no Cinema Clássico Hollywoodiano; O Mundo do Trabalho; Deslocamentos, Migrações e Fugas; A Posse do Outro; e Os Sete Pecados Capitais. O objetivo do projeto é possibilitar o conhecimento e a discussão de filmes que são culturalmente significativos, e que não estejam circulando comercialmente. Ainda contribuir para a formação de público conhecedor de cinema, e que possa reconhecer elementos da linguagem cinematográfica.

A definição dos objetivos do projeto é do professor Antônio João Teixeira do DEEL, da equipe executora do ‘Tela Alternativa’ como supervisor, e destaca o empenho de quem iniciou o projeto, que em 2005 chamava-se Outro Cinema. Sobre sua paixão por cinema, o professor Antonio diz que é difícil precisar o exato momento. “Talvez tenha sido nas modorrentas tardes de domingo, nas matinês do Cine Império. Ou talvez na leitura de colunas de crítica de cinema nos jornais que apareciam em minha casa. Livros, jornais e revistas sempre faziam parte da minha infância, e recordo que algumas revistas mineiras especializadas em cinema circulavam em casa. Acho que foi numa delas, lendo sobre questões de estilo cinematográfico, que eu percebi que havia mais coisas num filme do que se supunha. E o encantamento com o cinema não mais me abandonou.”.

Com sessões abertas ao público, o projeto dá direito a certificados àqueles que se inscreverem e assistirem a 60% das atividades programadas no ‘Tela Alternativa’, bem como aos acadêmicos estagiários. As sessões ocorrem sempre no Auditório ”B” do Cine Teatro Ópera (Rua XV de Novembro, 472), às 19h. O projeto tem carga horária semanal de quatro horas - e total de 180 horas registradas. A professora Mariza Túlio está na coordenação do Tela Alternativa, que como destaca, procura atender não só os acadêmicos da UEPG, em seus vários cursos, como tenta estabelecer um diálogo com a comunidade ponta-grossense. A professora explica que, ao ter como uma das metas a formação de plateia crítica, o projeto propicia a interação da comunidade universitária com a comunidade externa. Também acentua que o projeto visa propiciar aos acadêmicos do curso de Letras subsídios para a compreensão da relação intertextual que a literatura estabelece com o cinema e para a reflexão sobre recepção de textos audiovisuais, entre outros, um dos objetivos do debate após as sessões

Almas Perturbadas

O drama do diretor Sidney Lumet “Longa jornada noite adentro” traz o roteiro de Eugene O’Neill, escritor norte-americano que recebeu o Prêmio Nobel de Literatura, em 1936. A coordenação do projeto resume o filme através da leitura de (Bosley Crowther, The New York Times) que escreve: Independentemente de quanto tormento de almas perturbadas está potencialmente armazenado nas densas e explosivas palavras de Longa jornada noite adentro de Eugene O'Neill, o teste final deste grande drama é como ele é apresentado e interpretado. Os atores e, por trás deles, o diretor, são os fatores falíveis. Dificilmente isso poderia ser demonstrado de modo mais impressionante do que é no quase sempre deslumbrante filme que teve sua estreia ontem no novo Loew’s Tower East.

Aqui se faz necessário mais do que a emissão da linguagem, mais do que a precisa e apta projeção de expressões e atitudes. Essas são exigências padrão de uma performance adequada no palco. Mas agora vem a exigência adiciona de encaixar a peça na tela, confinar suas quase três horas de ação nos limites físicos de um cenário, obter momentum cinematográfico com mais do que o embate de personagens. Isso porque os produtores do filme se mantiveram firmemente presos à letra e aos limites da peça. O filme que encerra as sessões 2016 do projeto de extensão da UEPG apresenta no ciclo Os sete pecados capitais o tema avareza na escolha de ‘Longa Jornada’ que, como assinalam biografias, trata-se de uma tragédia doméstica baseada em grande parte na vivência familiar do dramaturgo O’Neil.

Colaboração Assessoria de Imprensa.