22°
Máx
16°
Min

27º Festival de Dança chega ao fim envolvendo mais de 700 bailarinos

Foto: Assessoria de imprensa - 27º Festival de Dança chega ao fim envolvendo mais de 700 bailarinos
Foto: Assessoria de imprensa

A 27ª edição do Festival de Dança foi fechado na noite de domingo (22) com chave de ouro. Ao todo, o evento envolveu - durante uma semana intensa de atividades variadas - mais de 700 bailarinos em uma semana de intensa. O espetáculo “Gala Bolshoi Príncipe Igor”, que levou 55 bailarinos da Escola do Teatro Bolshoi no Brasil ao palco do Teatro Municipal de Cascavel emocionou o público em duas noites, com apresentação no sábado (21) e no domingo (22).

“Foi um Festival de Dança grandioso e completo. Da abertura com a dança contemporânea ao encerramento com a dança clássica, todos os gêneros foram contemplados nas mostras, oficinas e espetáculos. Homenageamos nosso folclore e valorizamos os artistas locais que, além de trocar experiências com profissionais renomados, deram aulas e se apresentaram no Teatro Municipal e em outros espaços, promovendo a descentralização da dança”, declarou a secretária de Cultura, Cleia Kazmierski.

Foto: Assessoria de imprensaFoto: Assessoria de imprensa Aberto oficialmente no domingo, 15 de maio, com o espetáculo “Rakataca!”, da Cia de Dança Caio Nunes, do Rio de Janeiro, o Festival de Dança teve continuidade ao longo da semana com oficinas realizadas no Teatro Municipal, na Casa da Cultura e no CEU (Centro de Artes e Esportes Unificados), ministradas por profissionais renomados, contemplando diversos ritmos da dança, desde o balé clássico ao hip hop, além de novas tendências como o ballet fit, envolvendo mais de 150 alunos.

A Mostra Avaliativa foi uma das grandes atrações deste Festival, apresentando 97 coreografias, de 25 escolas, academias e grupos, de 11 cidades do Paraná e de Ciudade Del Este. Divididas nas categorias infantil, juvenil e adulto, as apresentações foram apresentadas de terça a quinta-feira, no Teatro Municipal, com casa lotada nas três noites.

Para a coordenadora artística do Festival, Rosane Gonçalves, a proposta da Mostra Avaliativa foi o diferencial conquistado em Cascavel.

“Aqui tivemos algo diferente do que se vê pelo Brasil afora. As mostras trazem consigo uma valorização da arte da dança, principalmente local. Não são competições. O que se buscou foi fazer com que bailarinos, alunos, professores e coreógrafos sentissem felicidade em estarem no seu lugar, prazer de poderem ver no seu corpo a arte de dançar. E isso foi alcançado”.

Colaboração: Assessoria Prefeitura Cascavel