23°
Máx
12°
Min

Acult recebe certificação de primeiro Ponto de Cultura Nacional

Foto: Assessoria de imprensa - Acult recebe certificação de primeiro Ponto de Cultura Nacional
Foto: Assessoria de imprensa

A ONG Academia Cultural de Santa Helena (Acult) recebeu na última quarta-feira (4) a certificação nacional emitida pelo Ministério da Cultura e publicada no Diário Oficial da União que atribui à entidade o título de Ponto de Cultura Nacional.

Com 22 anos de existência em Santa Helena, a Acult é uma entidade civil organizada com grandes projetos educativos, sociais e culturais para os moradores locais: a Rádio Comunitária Liberdade FM 87.9, oficinas, atividades artísticas, cursos educativos, concursos culturais e cineclube são alguns exemplos das ações que vem sendo realizadas. Além disso, a própria Acult tem sido pensada e desenvolvida como um projeto.

A titulação emitida pelo Ministério da Cultura fortalece o trabalho da organização da sociedade civil santa-helenense e a reconhece nacionalmente como um espaço de valorização e promoção da cultura.

De acordo com a coordenadora de projetos da Acult, Daniele Reiter, a entidade inscreveu-se no Ministério da Cultura e trabalhou cerca de cinco meses para conseguir atender todos os requisitos solicitados. Juntamente com o cadastro foi necessário anexar um portfólio que demonstrasse toda a história das atividades da ONG ao longo de sua existência. 

“O maior desafio foi montar o resgate histórico das atividades, pois são 22 anos de trabalho. Buscamos arquivos históricos, materiais impressos, recortes de jornal, fotografias, atas de reuniões e materiais de escritório de contabilidade. Foi precioso resgatar essa história. A partir daí é que nos avaliaram e emitiram a certificação nacional”, explica.

Neste processo de inscrição, a Acult contou com o apoio do Departamento de Cultura do Município de Santa Helena e da Agência de Desenvolvimento da Região Turística Cataratas do Iguaçu e Caminhos ao Lago de Itaipu (Adetur), que emitiram documento reconhecendo a atuação cultural da ONG no município.

A certificação nacional de Ponto de Cultura abrirá portas para novos, e ainda mais sólidos, trabalhos sociais, culturais e educativos com os santa-helenenses. Com ele, a entidade adquiriu mais credibilidade para capturar recursos e realizar projetos de cunho regional, nacional e até mesmo internacional. 

“É uma certificação que valoriza o trabalho que já vem sendo feito por todos os envolvidos e essa equipe terá em mãos um documento importante que dá credibilidade e abre portas para beneficiar a comunidade local”, conta Daniele Reiter.

Para o presidente da Academia Cultural de Santa Helena, Braulio Alcará, essa conquista é um marco em toda a história da ONG. 

“Ficamos honrados em sermos reconhecidos como primeiro Ponto de Cultura em Santa Helena. Através disso, iremos ampliar ainda mais as ações de impacto sociocultural nas comunidades envolvendo ainda mais a população nas atividades desenvolvidas”, comemora.

A conquista está sendo celebrada juntamente com o aniversário de 14 anos da Rádio Comunitária Liberdade FM 87,9, comemorado no dia 14 de maio, com atividades e programação especial durante toda a próxima semana.

Colaboração: Assessoria de imprensa