22°
Máx
16°
Min

Debates da Tarrafa Literária começam nesta quinta-feira em Santos

E a Tarrafa Literária chega à sua oitava edição, em Santos, no litoral de São Paulo. Oficialmente, o início estava programado para a quarta-feira, 21, à noite, com a apresentação de Ignácio de Loyola Brandão e sua filha, a cantora Rita Gullo, com o espetáculo Solidão no Fundo da Agulha. Entre os nomes confirmados para esta edição, estão, além de Arnon Grunberg, o mexicano David Toscana, o angolano Pepetela, e mais de 20 autores brasileiros, como Sérgio Rodrigues, Julián Fuks, Michel Laub, Reinaldo Moraes e Laerte. Os encontros ocorrem no Teatro Guarany, localizado ao lado da Rodoviária de Santos, e na unidade santista do Sesc. Os eventos têm entrada gratuita e vão até o domingo, 25.

A sexualidade é um dos destaques dos debates deste ano. Uma mesa vai reunir, na sexta-feira, 23, às 17h, a cartunista Laerte e a escritora Amara Moira, travesti doutoranda, cujo livro E Se Eu Fosse Puta? foi lançado este ano pela Hoo Editora. No domingo, 25, às 15h, se reúnem Reinaldo Moraes e Eliane Robert de Moraes, que organizou uma antologia de poesia erótica publicada em 2015.

A atual situação política do Brasil também será discutida em dois encontros no fim de semana. Os jornalistas Paulo Henrique Amorim e Mino Carta conversam com mediação de Renato Roval sobre os rumos da imprensa nacional no sábado, 24, às 17h. Já no domingo, na mesa final do evento, o economista e escritor Eduardo Gianetti encontra o escritor e professor de história Antônio Pedro Tota, com mediação do jornalista Matthew Shirts, para falar do comportamento brasileiro sob uma "perspectiva positiva" para o futuro, de acordo com um comunicado da organização.

Os encontros com o escritores estrangeiros começam sexta-feira, 23, às 19h, em uma mesa com Pepetela e Julián Fuks, que devem debater a influência dos problemas sociais na escrita literária. No sábado, também às 19h, o festejado escritor mexicano David Toscana, que hoje vive em Lisboa, fala ao público sobre sua trajetória (Guilherme Weber está lançando um filme, Deserto, livremente inspirado em Santa Maria do Circo, de Toscana). E finalmente no domingo, às 17h, Grunberg responde a questões sobre sua carreira.

A Tarrafa é um projeto do livreiro e editor José Luiz Tahan, da livraria Realejo, realizado por sua editora de mesmo nome em parceria com o Sesc.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.