22°
Máx
14°
Min

Festival Fora da Casinha se expande

(Foto: Divulgação)  - Festival Fora da Casinha se expande
(Foto: Divulgação)

São nove anos desde que o portão de ferro da Casa do Mancha foi aberto pela primeira vez. Desde 2015, o projeto musical intimista capitaneado por Mancha Leonel, deixou de se limitar pelos 80 m² do imóvel localizado na Vila Madalena. Depois dessa bem-sucedida primeira edição, realizada em outubro, no Centro Cultural Rio Verde, que marcava o oitavo aniversário de funcionamento da Casa do Mancha, o Fora da Casinha se expande. A segunda versão do evento dedicado à música independente troca de endereço para receber um público maior e ter mais espaço para atrações suas musicais.

O novo Fora da Casinha será recebido pelo Unibes Cultural, espaço localizado na Rua Oscar Freire que, desde que foi assumido pela empresa que lhe empresta o nome, dedica sua programação à música independente. Os shows serão realizados no dia 7 de agosto, novamente um domingo, como na primeira edição. Os ingressos começaram a ser vendidos nessa segunda-feira, 4, por R$ 50 (valor do primeiro lote, que estará à venda até o dia 17). Os bilhetes também serão comercializados nas noites de festa na Casa do Mancha.

Assim como no Fora da Casinha de estreia, serão três palcos. O número de atrações será maior, contudo. Serão dois palcos internos. Um deles, dedicados a apresentações intimistas. Estão escalados para se apresentar ali Maurício Pereira, que esteve na primeira edição, Anelis Assumpção e Kiko Dinucci. Os três músicos se apresentarão sozinhos com seus instrumentos - piano (Pereira) e guitarra (Anelis e Dinucci).

O outro palco interno será erguido no teatro recentemente reformado do espaço, antigamente chamado de Centro da Cultura Judaica. Ali, o rock ditará boa parte das regras por conta das apresentações da novíssima e excelente Ventre, trio vindo do Rio e dono de um dos mais excitantes discos de 2015, e a veterana Cidadão Instigado. A trupe de Fortaleza deu o nome da sua cidade para o recente trabalho e entregou sua safra mais pesada e com toques de psicodelia. A banda instrumental Hurtmold e a cantora Juliana Perdigão completam a programação por lá.

O terceiro palco, montado a céu aberto, tem quatro atrações confirmadas e dispostas a colocar o público para dançar. Luiza Lian levará as canções malemolentes do seu primeiro álbum, que tem o seu nome e foi lançado no ano passado. A banda baiana Maglore também vai mostrar o conjunto de canções do mais recente disco, III. Jaloo, músico paraense que une as referências locais às roupagens eletrônicas e sintetizadores em canções de amor, e a trupe As Bahias e a Cozinha Mineira, outra grande revelação da música nacional, encerram lista de atrações do palco externo.

As apresentações terão início a partir das 15h. O Fora da Casinha levará algumas outras características da Casa do Mancha, como os drinks servidos por lá - uma dica é provar o já clássico Macaulay, bebida com abacaxi, limão, hortelã e vodca. A edição de 2015, realizada no Centro Cultural Rio Verde em outubro, teve dez atrações, entre elas Boogarins, Supercordas, Carne Doce, Gui Amabis e O Terno.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.