21°
Máx
17°
Min

Mostras Abertas e Oficinas encantam o público no 27º Festival de Dança de Cascavel

Mostras Abertas e Oficinas encantam o público no 27º Festival de Dança de Cascavel

Com agenda intensa de atrações, as oficinas e mostras abertas do 27º Festival de Dança tiveram início ontem (16), envolvendo o público com arte em vários pontos da cidade. Ao todo, dez oficinas com profissionais da dança de Cascavel e também nomes renomados no cenário nacional serão realizadas este ano.

A primeira oficina foi realizada ontem (16) na Casa da Cultura Zona Norte, localizada no Bairro Periolo, de iniciação à dança clássica, ministrada pela professora de dança, Luciane Lazzari. A oficina, para crianças de 7 a 12 anos, atraiu mais de 30 alunos nos dois períodos, gratuitamente.

“Trabalhamos a iniciação à dança, conceitos de corpo no tempo e espaço e a interação com outros corpos, assim como a iniciação à musicalização”, explica a professora.

Este é o terceiro ano em que a Casa da Cultura e a organização do Festival de Dança estabelecem parceria e oferecem oficinas e mostras para crianças da Zona Norte da cidade. A coordenadora do espaço, Regina Rosa comenta, vê na descentralização uma forma de democratizar a cultura.

“É o que precisamos. As atividades são muito envolventes, sempre temos público, é algo muito diferente e que todos os setores devem ter acesso”.

Mostra Aberta

Após a aula de dança as crianças assistiram à Mostra Aberta, dos trabalhos inscritos no Festival de Dança e que foram selecionados pela banca de jurados. O dançarino Juliano Rodrigues apresentou um número de dança urbana, uma demonstração de dança pop. 

“É um espaço que, nós artistas, temos, que a Secretaria de Cultura fornece para mostramos nossa arte”.

A professora de balé Paloma Orso, de Toledo, acompanhou duas alunas que apresentaram um número de balé chamado “As jardineiras”, com Anna Luiza e Giovana. “Participamos todo ano, são sempre válidas essas apresentações. Elas conhecem, ganham experiência, conhecem outras pessoas que estão envolvidas na dança”, destaca a professora.

O festival contempla a arte da dança em suas mais variadas formas, que vão desde os ritmos folclóricos ao balé clássico, jazz e hip hop. Busca integrar bailarinos profissionais e amadores da região, além dos admiradores da arte da dança, por meio de espetáculos, oficinas, batalha de dança e mostras abertas e avaliativas.

“A ideia é criar uma interação entre os profissionais da dança e também com a comunidade, para que o evento funcione como um verdadeiro momento de apreciação e aprendizado”, frisa a coordenadora do Festival de Dança, Katiane Viel Farias.

Demais oficinas com renomados professores

O bailarino e diretor de companhia de dança, Caio Nunes, será um dos profissionais de renome deste festival. Ele já coreografou programas da TV Globo, como: TV Pirata, Casa da Angélica, Domingão do Faustão, TV Xuxa, Não fuja da Raia, entre outros. É também presidente do Sindicato dos Profissionais de Dança do Rio de Janeiro. No Festival de Dança de Cascavel, será responsável pelas oficinas de jazz e musical jazz (acima de 14 anos), nos dias 18 e 19 maio.

Octávio Nassur é dançarino especialista em danças urbanas, idealizador do FIH2 (Festival internacional de Hip Hop) e do Brasil Tap Jazz. Coordenador nacional do MBA em Dança, da Faculdade Inspirar; e coordenador da pós-graduação em atividade física da Universidade Positivo. Coreografou espetáculos na França e EUA. É jurado do quadro Dança dos Famosos. No festival, Octávio vai ministrar oficinas de danças urbanas: funk slyde system (acima de 11 anos), body system/ballet system (acima de 14 anos), no dia 17 de maio.

Edward Nunes é formado em dança contemporânea pela Escola Bolshoi, foi solista em diversos espetáculos, premiado em festivais nacionais de dança, se destacando como melhor bailarino. Atualmente, faz parte da Companhia Jovem Bolshoi Brasil, da qual, também é coreógrafo. Será responsável pela oficina de dança contemporânea (acima de 14 anos), nos dias 20, 21 e 22 de maio.

Larissa Araújo estudou na Escola Coreográfica de Kiev na Ucrânia, dançou no Ballet Bolshoi, de Moscou, na Rússia. Fez parte do corpo de baile da Companhia do Teatro Nacional da Opera de Kiev. É professora da Escola Bolshoi Brasil desde sua inauguração. Durante o festival, nos dias 21 e 22 de maio, vai ministrar oficinas de balé clássico iniciante (9 a 13 anos) e intermediário (acima de 14 anos).

Malu Zardo, graduada em educação física, cursou balé clássico no Balé Teatro Guaíra, e Escola Balé Bolshoi. No festival, em Cascavel, ministrará a oficina de balé fitness (acima de 14 anos), nos dias 21 e 22 de maio.

Mayara Muller é especialista em dança urbana e ministrará a oficina de danças urbanas - hip hop (acima de 12 anos), nos dias 16 e 17 de maio (inscrições gratuitas) e no dia 21 de maio (não gratuito).

Ingressos:

Os ingressos para os espetáculos estão disponíveis no site: www.okingressos.com.br, algumas das atrações têm entrada franca. Desde ontem (16) a Rede Ok conta com um ponto de vendas também no Teatro Municipal, das 14 às 20 horas.

De volta a Cascavel, a Escola do Teatro Bolshoi no Brasil é quem marcará o encerramento do 27° Festival de Dança de Cascavel nos dias 21 e 22 de maio, às 20 horas. Em duas noites será apresentado ao público todo o virtuosismo e a beleza do espetáculo “Gala Bolshoi”. Os ingressos já podem ser adquiridos pela rede Ok, no valor de R$ 100,00 (inteira) e R$ 50,00 (meia-entrada).

Colaboração: Prefeitura Cascavel