24°
Máx
17°
Min

Poemas musicados de Manoel de Barros viram aplicativo para celular

Poesia, música, arte - e agora tecnologia. Crianceiras, projeto do músico Márcio de Camillo com base nos poemas de Manoel de Barros, rodou o Brasil nos últimos cinco anos. Por meio da música, Camillo deu assas ao trabalho de um dos mais importantes poetas brasileiros do século XX, levando-o a cidades grandes e pequenas, a zonas rurais e indígenas. Neste Dia das Crianças, a poesia de Manoel de Barros ganha novos ares: Crianceiras virou um aplicativo para ser baixado gratuitamente em tablets e celulares.

O app reúne dez poemas musicados e animados - Bernardo, Linhas Tortas, Um Bem-Te-Vi e O Menino e o Rio são alguns deles - e quatro poesias interativas - as palavras se movimentam e viram desenhos ao serem tocadas. Há também espaço para desenhar com base em texturas e desenhos que ilustram o trabalho e aplicá-los também sobre fotografias. Pura poesia!

As ilustrações - ou iluminuras, como descreveu Manoel ao vê-las - foram feitas pela artista plástica Martha Barros, filha do poeta, com quem Camillo conviveu na infância. O músico era vizinho de Manoel e as famílias, amigas. "Os poemas foram musicados numa brincadeira caseira que fazia para a minha filha. Resolvi gravar e fazer uma homenagem ao poeta. Quando Manoel viu o CD pronto, disse que havíamos feito aquilo juntos", recorda Camillo, sobre a generosidade do escritor.

O app pode ser baixado em tablets e celulares iOS e Androide, gratuitamente.