23°
Máx
12°
Min

Premiada pesquisadora da música indígena faz show em Curitiba

(Foto: Divulgação / Assessoria de Imprensa) - Premiada pesquisadora da música indígena faz show em Curitiba
(Foto: Divulgação / Assessoria de Imprensa)

A CAIXA Cultural Curitiba apresenta, de 06 a 08 de maio, o show da cantora, compositora e arranjadora cearense Marlui Miranda. Reconhecida como a mais importante intérprete e pesquisadora da música indígena, ela traz o repertório do álbum Fala de bicho, fala de gente, que conta com 11 cantigas do povo Juruna, adaptadas e rearranjadas pelo renomado músico inglês John Surman.

Vencedora do 26o Prêmio da Música Brasileira em 2015 como Melhor Cantora Regional, Marlui Miranda tem como principal objetivo de carreira a divulgação da cultura indígena por meio de canções que formam uma espécie de gênesis de nosso cancioneiro popular, representando a fronteira entre nossos parâmetros sonoros contemporâneos e uma remota e intangível ancestralidade musical.

As interpretações de Marlui Miranda possibilitaram uma combinação proposital de ingredientes brasileiros e estrangeiros (africanos, celtas), que sintetizam as personalidades de cada um, resultando num caráter universalista que é inerente à música Juruna. No show, Marlui se une a um trio de músicos integrantes do celebrado grupo Pau Brasil, formado por Paulo Bellinati, Rodolfo Stroeter e Ricardo Mosca.

Marlui Miranda

Cantora, compositora e arranjadora, produtora cultural, Marlui Miranda recebeu a Medalha do Mérito Cultural do Ministério da Cultura em 2002, em reconhecimento à sua contribuição à cultura no Brasil. Recebeu em dezembro de 2005 o Prêmio Chico Mendes de Meio Ambiente, por sua contribuição ao desenvolvimento da cultura e sustentabilidade na Amazônia Brasileira.

Foi supervisora musical do filme de Hector Babenco Brincando nos Campos do Senhor e recebeu o prêmio de melhor trilha sonora no Festival de Cinema de Brasília com o filme Hans  Staden, de Luís Alberto Pereira.

Foi professora visitante e artista-em-residência na Universidade de Chicago, Universidade de Indiana, Dartmouth College. Criou o espetáculo IHU, todos os sons, em 1996, pelo qual recebeu o prêmio de melhor CD na categoria de World Music dado pela Academia Alemã de Crítica. Compôs e produziu Missa indígena Kewere  – Rezar, em 1997, e o CD do mesmo nome, com a participação do Coral Sinfônico do Estado de São Paulo e da Orquestra Jazz Sinfônica. Organizou Ponte  entre povos, um livro com três CDs encartados, um documento que registrou o repertório dos Wayana, Apalai, Katxuyana, Tiriyó e Palikur do Amapá.

Recebeu bolsas de apoio à pesquisa no Brasil e no exterior e vem realizando turnês e apresentações no Brasil e no exterior, tendo se apresentado e gravado com os músicos Rodolfo Stroeter, Grupo Pau Brasil, Nelson Ayres, Milton Nascimento, Hermeto Pascoal, Naná Vasconcellos, Trilok Gurtu, Ruriá Duprat, Caíto Marcondes, John Surman, Jack DeJohnette, Egberto Gismonti, Lucian Rogulski, Grupo Beijo, Tiago Pinheiro, Lelo Nazário e muitos outros.

Serviço

Música:  Marlui Miranda - Fala de bicho, fala de gente

Local: CAIXA Cultural Curitiba - Rua Conselheiro Laurindo, 280, Centro – Curitiba (PR)

Data: 06 a 08 de maio de 2016

Hora: sexta-feira e sábado, às 20h. Domingo, às 19h

Ingressos: vendas a partir de 30 de abril (sábado). R$ 20 e R$ 10 (meia - conforme legislação e correntistas que pagarem com cartão de débito CAIXA). A compra pode ser feita com o cartão vale-cultura.

Colaboração Assessoria de Imprensa.